Estreia do Spartacus MMA no Brasil é marcada por finalização de veterano do kickboxing

Paulo Pizzo ajustou uma guilhotina justa para conquistar a vitória (Foto: Spartacus MMA)


O Spartacus MMA fez bonito em sua estreia no Brasil, realizada nesse sábado, em São Bernardo do Campo-SP. Das 10 lutas do card, apenas três foram para as mãos dos juízes, enquanto quatro delas terminaram por finalização e três, por nocaute.

Destaque para o veteraníssimo Paulo Pizzo, que aos 41 anos segue mostrando que está com uma vontade de garoto. Apesar de sua experiência no kickboxing, ele chegou à vitória contra Apolo Gomes com uma guilhotina no segundo round.

Também vale mencionar duas apresentações “relâmpago". Carlos Cainan precisou de apenas 30 segundos para vencer Clebson dos Santos por nocaute técnico. Jeferson “Do Bronx's” Santos levou 32 segundos para finalizar Ryan Rubens.

Embaixador do Spartacus MMA no Brasil, Stefano Sartori celebrou o sucesso da primeira edição do evento no país. Vale lembrar que todas as lutas foram transmitidas ao vivo pelo app da companhia, disponível tanto para IOS quanto para Android.

“Foi uma estreia de gala no Brasil. Isso só reforça a força do MMA brasleiro, dos lutadores brasileiros, desses lutadores que pegaram a luta com apenas três semanas para se preparar, bater o peso e mesmo assim deram show", agradeceu.

“O evento foi assistido por pessoas de vários lugares do mundo e tenho certeza que todos ficaram impressionados com o nível desses atletas. Vamos fazer do Brasil o número 1 do Spartacus MMA", complementou o empresário.

A próxima edição do Spartacus MMA no Brasil está prevista para o dia 21 deste mês, em Curitiba. Os atletas interessados em fazer parte da organização e as academias que desejam sediar uma edição do evento podem se cadastrar no aplicativo.

Spartacus MMA 2
Thunder Fight Center, São Bernardo do Campo, SP
30 de abril de 2022


Paulo Pizzo finalizou Apolo Gomes com uma guilhotina aos 2:24 do R2
Yuri Neles nocauteou Lindeclecio Bruto aos 4:52 do R1
Breno Marinho venceu Davi Peste Negra por decisão dividida
Michel Peu venceu Edgar Pigmeu por decisão unânime
Carlos Cainan venceu Clebson dos Santos por nocaute técnico aos 0:30 do R1
Bruno Tank venceu Giuliano Nicolas por decisão unânime
Marcos Tailandês venceu Carlos Pesadelo por nocaute técnico aos 4:54 do R1
Wallace Pateta finalizou Alessandro Lima com um mata-leão aos 2:31 do R1
Júlio Spadacini finalizou Rafael Maricata com um mata-leão aos 2:33 do R1
Jeferson Santos finalizou Ryan Rubens aos 0:37 do R1

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos