Estreantes brilham e Brasil leva mais seis medalhas no Pan de judô

Depois de ganhar seis medalhas no primeiro dia do Pan-Americano de judô, no Panamá, o Brasil repetiu a dose neste sábado e se manteve na ponta da competição continental. Ao todo foram três ouros, com Eduardo Yudi, Samanta Soares e Beatriz Souza, e três bronzes, com Rafael Macedo, Leonardo Gonçalves e Ruan Isquierdo.

Logo em seu primeiro Pan, o jovem brasileiro Eduardo Yudi venceu todas as suas quatro lutas por ippon. Na grande final, derrotou Emmanuel Lucenti, da Argentina, e garantiu a primeira medalha de ouro para o Brasil.

Em uma luta muito acirrada, com direito a virada, Samanta Soares também subiu ao lugar mais alto do pódio. Contra Kaliema Antomarchi, de Cuba, a brasileira saiu perdendo por um wazari, mas conseguiu empatar e chegou ao ippon por imobilização, garantindo o segundo ouro da equipe verde e amarela.

Com 18 anos e em sua estreia, Beatriz Souza conseguiu se impor bem e, depois de vencer a cubana Daile Ojeda na semifinal com um ippon, derrotou a também cubana Melanie Bolaños na final e foi campeã na categoria acima de 78 kg.

Já na categoria dos 90 kg, Rafael Macedo enfrentou Burt Zachary, do Canadá, e conseguiu garantir o terceiro lugar. Macedo conquistou um wazari de vantagem sobre o adversário e levou a medalha de bronze para casa.

A quarta medalha brasileira, também da cor bronze, veio com Leonardo Gonçalves. Lutando até os 100 kg, o brasileiro conseguiu imobilizar bem o mexicano Alexis Esquivel e conquistou o ippon, garantindo o terceiro lugar.

O último pódio brasileiro veio na categoria acima dos 100 kg. Ruan Isquierdo imobilizou Kevin Gauthier, do Canadá, e chegou até o ippon, ficando com a medalha de bronze.

Neste domingo, a partir das 13h (de Brasília), o Brasil enfrenta a Colômbia na competição por equipes feminina, enquanto o time masculino encara a forte seleção cubana na primeira rodada.