Reforço do São Paulo diz entender vaias da torcida no Morumbi, mas alega confiança na equipe

Rafael estreou com a camisa do São Paulo contra o Ituano (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)


Com 45 mil torcedores presentes no São Paulo na estreia da equipe pelo Campeonato Paulista, o Tricolor deixou o gramado do Morumbi sob vaias da torcida após o empate por 0 a 0 com o Ituano. Em seu primeiro jogo pelo Tricolor, o goleiro Rafael falou sobre estas vaias, mas considerou a equipe segura e destacou que o elenco está bem preparado.

O São Paulo encerrou a temporada 2022 como o ano com mais presença de torcedores no Morumbi. Diante ao Ituano, no último domingo (15), quebraram mais um recorde. De acordo com o historiador Alexandre Giesbrecht, o Tricolor garantiu a maior presença de público em uma estreia no estadual.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

ATUAÇÕES: Ataque do São Paulo é pouco eficiente em empate na estreia; veja as notas

Veja tabela do Campeonato Paulista e simule os próximos jogos

Rafael, um dos reforços que chegaram nesta janela e que fez seu primeiro jogo nesta partida, disse que a equipe fez um bom jogo e justificou o resultado utilizando o argumento de 'ser a primeira partida do ano'. Para ele, se o São Paulo continuar neste ritmo, consegue buscar a vitória nos próximos duelos.

- A gente teve muita segurança lá atrás, pressionamos muito, mas a bola chegou muito pouco no sistema defensivo. Saímos bem com a posse, foi um ponto positivo, mas a gente pode sempre melhorar. É natural, primeiro jogo. Vale ressaltar que corremos muitos, buscamos essa vitória. Se a gente continuar com essa dedicação, estaremos perto da vitória - disse.

Veja como o São Paulo se movimentou neste mercado da bola

Segundo o defensor, 'é natural' que a torcida tenha esta reação. Para ele, a situação vai melhorar e o Tricolor deixará o torcedor 'feliz'.

- Como falei, é natural. A gente entende a frustração. A gente saí com ela. Corremos, criamos, nos dedicamos. A gente sabe que vamos deixar o torcedor feliz, é natural. Naturalmente, as coisas vão acontecer - completou.

Treinado por Rogério Ceni, um dos maiores goleiros do futebol mundial, Rafael comentou sobre os bastidores com o técnico. De acordo com as suas palavras, Ceni passou todas as informações para ele e deu confiança. Rafael se referiu ao técnico como um 'ídolo'.

- Rogério passou todas as informações, me deu confiança. Para todos os goleiros do São Paulo, é um prazer trabalhar com um ídolo do clube. Ele participou de tudo, me ajudou em tudo. Foi bem legal ele passar essa confiança - concluiu.