Estreante na Libertadores, Muralha vê experiência na Seleção como trunfo

Para o primeiro jogo fora de casa na Copa Libertadores da América, o Flamengo aposta no bom retrospecto defesa e ataque nesta temporada. Em 12 jogos, o time de Zé Ricardo soma 33 gols convertidos e apenas seis sofridos. Números que mostram o mérito do sistema ofensivo e defensivo da equipe.

O goleiro Alex Muralha, destacou a consistência do Rubro-Negro na defesa como um dos fatores cruciais para que o time tome poucos gols na temporada.

"Um ano de trabalho que estamos juntos, ter uma consistência muito grande na nossa defesa, qualquer um que jogar ali, da forma que o professor Zé Ricardo está trabalhando tenho certeza que quem entrar vai dar conta do recado. Isso faz com que a gente tome menos gols, o grupo como um todo está muito entrosado. Se a gente não tomar gol, pela qualidade que temos lá na frente a gente sabe que vamos fazer gol".

alex muralha


(Foto: Pedro Martins / MoWa Press / Divulgação)

Disputando a primeira Libertadores de sua carreira, Muralha destacou a experiência nas Eliminatórias com a camisa da Seleção Brasileira como trunfo para fazer uma boa competição pelo Flamengo.

"A gente na Seleção tem todo um planejamento, o Tite costuma tratar todos iguais, e passar o mesmo trabalho que ele passa para o time que vai começar jogando para os outros também. Então, acaba que todo mundo fica preparado e pronto, é um trunfo que vai me ajudar e que eu posso passar pelos meus companheiros".

O goleiro também destacou uma preparação especial com o departamento de psicologia do clube contra a famosa "catimba" dos Sul-Americanos na competição.

"Eles costumam ser, mas estamos preparados para isso, a gente sabe que Libertadores é uma guerra psicológica e também dentro de campo. Tem que ter equilíbrio e eles costumam ganhar os jogos nesses detalhes, estamos equilibrados para fazer gols jogos".

Por fim, Muralha definiu a união da equipe como arma fundamental do Flamengo para brigar forte pelo tão sonhado título da Copa Libertadores

Diego Flamengo x Vasco Carioca 25 02 17


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

"Esse ano acho que é a união, a união está sendo fundamental, a gente brinca, a gente se diverte, mas claro que uma hora ou outra a gente discute mas não levamos isso para fora do campo. A união é muito forte para que a gente possa ter sucesso durante toda a temporada".

O Flamengo encara o Universidad Católica nesta quarta-feira(15), às 21h45, no Chile. A partida é válida pela segunda rodada da fase de grupos da competição.