Estreante na Force India, Ocon mira pontuar em todas as corridas

Um dos mais jovens pilotos no grid de 2017, o francês Esteban Ocon terá um bom desafio na temporada: representar a Force India, que foi muito bem no último ano e terminou na quarta colocação de montadoras, atrás apenas das potências Mercedes, Red Bull e Ferrari.

Se no campeonato passado, em que participou de apenas nove das 21 corridas, Ocon não conseguiu um ponto sequer, na temporada atual o francês quer estar entre os dez primeiros em todas os Grandes Prêmios. “Meu objetivo pessoal é pontuar em todas as corridas. Isso seria bem legal. Melbourne é o lugar que todo mundo libera suas máquinas. Tenho um bom pressentimento sobre o VJM10. O equilíbrio é correto e o motor Mercedes é simplesmente o melhor, muito confiável”, afirmou em entrevista ao site da F1.

Aos 20 anos, Ocon estreou na Fórmula 1 pela Manor no último ano e foi contratado para substituir Nico Hulkenberg na equipe indiana. “Começar minha carreira com a Manor já foi algo muito bom. Então no fim da temporada tive a chance pela Force India. Isso é uma oportunidade incrível para mim”, analisou o piloto.

“Tivemos dois meses de preparo para a temporada, então fiz muitos treinos e alguns simuladores. Conheci todos da equipe, incluindo o pessoal da aerodinâmica, para saber quem era o responsável por o que”, acrescentou o entusiasmado jovem francês.

Depois de correr ao lado de Pascal Wehrlein em 2016, Ocon agora fará companhia para Sérgio Perez, mexicano que surpreendeu na última temporada e terminou na sétima colocação, com duas terceiras colocações como seus melhores resultados.

“Ele teve uma temporada incrível, elevou o time. Foi impressionante ver o que ele fez. Todo ano a Force India vem ganhando posições, então estou ansioso para trabalhar com ele. Aprendi muito com ele nos testes, mas testes são uma coisa. Assim que chegarmos nas corridas, quero desafiá-lo”, completou Ocon.

A temporada da Fórmula 1 começa oficialmente no dia 24 de março, nos treinos qualificatórios para o GP da Austrália, em Melbourne.