A estratégia do Palmeiras para tentar contratar Miguel Ángel Ramírez

Antonio Mota
·1 minuto de leitura

O Palmeiras tem o espanhol Miguel Ángel Ramírez, técnico do Independiente del Valle, como o grande favorito para assumir o posto de treinador da equipe deixado por Vanderlei Luxemburgo na semana passada. Com esse desejo, o clube vai enviar representantes ao Equador para tentar trazê-lo ao Allianz Parque.

De acordo com informações da Gazeta Esportiva, o Verdão vai contar com dois dirigentes no solo equatoriano, sendo o diretor Anderson Barros e o vice-presidente Paulo Buosi. A dupla irá ao país nos próximos dias e o objetivo é fechar com Miguel Ángel Ramírez, mas há algumas barreiras a serem superadas antes do 'bater do martelo'.

Miguel Ángel Ramírez tem o desejo de trabalhar no Brasil, mas não vai aceitar ‘qualquer projeto’. Ideia do técnico é ter plano sólido. | Agencia Press South/Getty Images
Miguel Ángel Ramírez tem o desejo de trabalhar no Brasil, mas não vai aceitar ‘qualquer projeto’. Ideia do técnico é ter plano sólido. | Agencia Press South/Getty Images

Preferido do Alviverde, Ramírez tem contrato até dezembro de 2021 com o Del Valle e alta multa rescisória. Além disso, há um outro obstáculo a ser driblado antes de um desfecho positivo: o técnico quer um projeto esportivo sólido. Assim, mesmo que tenha o desejo de trabalhar no Brasil, ele coloca o planejamento futebolístico antes do dinheiro. E é aí que o time vai ter que trabalhar.

Quer saber como se prevenir do coronavírus? #FiqueEmCasa e clique ​aqui.