"Estou me recuperando bem", garante Pelé após cirurgia

·2 minuto de leitura
Vista geral da entrada do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde o astro Pelé está internado (AFP/Miguel SCHINCARIOL)

O ex-craque Pelé, de 80 anos, disse nesta quarta-feira que está melhorando após a operação para remover um tumor "suspeito" no cólon, no último sábado, em São Paulo.

"Estou me recuperando bem", disse o astro em suas redes sociais, ao abrir uma mensagem de condolências dirigida ao cantor Roberto Carlos, que nesta quarta perdeu um de seus filhos para o câncer.

"Desejo que Deus conforte seu coração e que ele esteja cercado de carinho e luz", escreveu o ex-jogador, com uma foto de sua juventude em que aparece cantando e tocando violão ao lado do artista.

O último boletim médico, na última segunda-feira, indicou que Pelé estava "bem", se recuperando em uma Unidade de Terapia Intensiva após a operação para retirar uma "lesão suspeita no cólon" detectada durante um check-up de rotina.

O Hospital Israelita Albert Einstein informou nesta quarta-feira que "não tinha notícias" sobre sua saúde; tampouco confirmou se o astro ainda estava em uma Unidade de Terapia Intensiva ou se foi transferido para um quarto, conforme o esperado.

Considerado pela Fifa o melhor jogador de futebol do século 20, Pelé foi internado no dia 31 de agosto, segundo ele, para a realização de exames de rotina.

Naquele dia, o ex-jogador escreveu uma mensagem em suas redes sociais em que dizia estar "muito bem de saúde", desmentindo rumores de que havia desmaiado.

"Fui [ao hospital] fazer meus exames de rotina, que não havia conseguido fazer antes por causa da pandemia", afirmou 'O Rei', sem indicar se havia sido internado.

Nesses check-ups de rotina, a anomalia foi detectada.

Edson Arantes do Nascimento, que fará 81 anos no dia 23 de outubro, deu entrada no hospital várias vezes nos últimos anos para tratar de problemas de saúde.

A última ocorreu em 2019, quando ele foi internado em Paris e transferido para São Paulo para retirar um cálculo renal.

Em 2014, Pelé foi internado em terapia intensiva após outra infecção urinária que o obrigou a fazer diálise no rim esquerdo, o único que lhe restou desde que o direito foi retirado na década de 70, devido a uma lesão quando ainda era jogador.

O ex-camisa 10 também passou por cirurgias de quadril e coluna e desde 2012 tem se movimentado com certa dificuldade, chegando a aparecer em público em uma cadeira de rodas em algumas ocasiões.

mel/lm/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos