"Estou em paz" no Monaco, afirma Radamel Falcao

O colombiano Radamel Falcao comemora gol contra Dijon, em Monaco, dia 15 de abril de 2017

Após duas temporadas de penúrias no futebol inglês, Radamel Falcao encontrou "paz" no Monaco, afirmou o próprio atacante colombiano em entrevista publicada nesta terça-feira pelo diário francês L'Équipe, na véspera da partida de ida das semifinais da Liga dos Campeões contra a Juventus.

"O clube me deu confiança e me abriu as portas, eu vim com minha experiência e ajudei o grupo nesta temporada excepcional. Estou em paz aqui e espero poder continuar vivendo aqui", explicou Falcao.

O Monaco é a equipe da moda na França. Lidera o Campeonato Francês com três pontos a mais e um jogo a menos que o Paris Saint-Germain, a três rodadas para o fim da competição. Na Champions, encara as semifinais contra a Juventus.

"Desde os primeiros treinos, me dei conta do nível geral da equipe. Fui em seguida descobrindo eles humanamente, a chave desta bonita temporada é também o estádio de ânimo, que é excepcional", continuou.

Falcao, que se lesionou com gravidade em janeiro de 2014 com o Monaco, passa as duas rodadas seguintes no futebol inglês, no Manchester United e no Chelsea, onde praticamente não teve protagonismo.

"No Chelsea (2015-16) foi o momento mais complicado, na metade da temporada sabia que não jogaria mais, porque o clube havia decidido assim. A Inglaterra foi uma escolha que não saiu como planejava, mas fico com as coisas positivas", lembrou o colombiano.

- O nascimento de Mbappé -

Após a passagem esquecível pela Premier League, Falcao voltou ao Monaco e respondeu às críticas com 24 gols, sendo o capitão e trazendo experiência a uma equipe que tem como característica a juventude.

"Estava convencido que com o tempo de jogo e regularidade, iria recuperar minhas qualidades. Estou orgulhoso de ter dado a volta por cima e de ter podido mudar as coisas", declarou 'O Tigre', que ainda tem um ano de contrato com o Monaco e que vem sendo procurado por clubes chineses.

"Eu recusei as propostas duas vezes quando estava na Inglaterra e uma vez aqui (em janeiro)", admitiu o ex-jogador de River Plate, Porto e Atlético de Madri.

Falcao tem como companheiro de ataque o jovem de 18 anos Kylian Mbappé, a grande revelação no futebol europeu.

"Ele tem tudo para ser um grande jogador, tem que manter sua capacidade de trabalho e sua mentalidade", elogiou Falcao ao falar do parceiro de ataque. "Ele pode fazer coisas grandes, mas é preciso deixar ele tranquilo, deixar crescer no seu ritmo, sem colocar muita pressão", completou.

No fim, Falcao falou do grande objetivo do Monaco na temporada, superar a poderosa Juventus para chegar à final da Liga dos Campeões.

"Eles têm um enorme poder defensivo, mas nosso setor ofensivo funciona muito bem também, não é? É um grande desafio, é uma equipe equilibrada, difícil de mover, mas tudo é possível no futebol", explicou o capitão do Monaco, a dois passos de levantar a Copa da Europa.