Estátua de CR7 na Índia gera polêmica

·2 min de leitura
Inauguração da homenagem desagradou parte da população local, que chamou de
Inauguração da homenagem desagradou parte da população local, que chamou de "sacrilégio". Foto: (Reprodução/Twitter)

Uma simples homenagem a Cristiano Ronaldo acabou se tornando tema polêmico no estado de Goa, na Índia. O governo do território, que antigamente foi uma colônia portuguesa, decidiu instalar uma estátua do jogador de futebol para que pudesse servir de inspiração para os jovens da região e incentivasse a prática de esportes, mas protestos contra a obra tomaram o protagonismo.

A população local, de acordo com a imprensa indiana, não gostou da instalação da estátua de uma personalidade portuguesa, principalmente na data que marca os 60 anos de independência de Goa da pátria europeia. Goa foi uma das últimas regiões da Índia a conseguir se liberar do colonialismo. Com 1,4 milhões de habitantes, a língua portuguesa é um dos idiomas oficiais do local.

Leia também:

Guru Shirodkar, ativista local, reclamou em entrevista à agência IANS: "Erguer uma estátua de um jogador português neste ano é um sacrilégio. Há muitas pessoas que lutaram pela liberdade de Goa que foram insultadas. Condenamos isso".

No dia da inauguração, segundo veículos de comunicação locais, muitas pessoas foram ao monumento levando bandeiras pretas em forma de protesto. Cristiano Ronaldo ainda não se manifestou sobre o tema. Diz-se que o jogador do Manchester United nem faça ideia de que foi homenageado na Índia.

Um dos deputados indianos, do partido do Governo Bharatiya Janata, Michael Lobo, que é, também, responsável pela homenagem, se manifestou em sua conta oficial no Twitter defendendo o ato: "Pelo amor ao futebol e o pedido de nossos jovens, colocamos uma estátua de Cristiano Ronaldo no parque para inspirar os mais jovens a levar o futebol a novos níveis".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos