Estádio 974: Fifa se posiciona após Brasil reclamar do gramado

Raphinha disputa bola em partida contra Suíça: gramado do Estádio 974 foi criticada pelos jogadores brasileiros (Photo by Tnani Badreddine/DeFodi Images via Getty Images)
Raphinha disputa bola em partida contra Suíça: gramado do Estádio 974 foi criticada pelos jogadores brasileiros (Photo by Tnani Badreddine/DeFodi Images via Getty Images)

O Brasil está na bronca com o estado do gramado do Estádio 974, palco da vitória sobre a Suíça, por 1 a 0, nesta segunda-feira (29). Logo após o confronto, o coordenador técnico da seleção brasileira, Juninho Paulista, disse que entrou com um pedido de reclamação junto à Fifa, organizadora do torneio.

"O gramado não está no mesmo nível do que encontramos no Lusail, não está no mesmo nível do CT. Está inferior. Está começando a ficar ralo. Vamos fazer uma consulta. Fizemos depois do jogo e faremos outro novamente com a Fifa. Haverá mais dois jogos lá antes das oitavas. Não sei o que é possível fazer para ele estar no mesmo nível", explicou Juninho.

Leia também:

A Fifa recebeu a reclamação e concordou com a seleção brasileira de que o gramado do 974 não está nas melhores condições. A justificativa é a quantidade alta de jogos em cada um dos estádios: uma partida dia sim, dia não.

Inclusive, segundo a entidade, há um esforço dos funcionários para recuperar o gramado após os confrontos. No intervalo de Brasil e Suiça, uma equipe entrou e fez a irrigação do gramado para ver se deixava com mais condições de jogo.

A preocupação do Brasil é porque o 974 será o palco das oitavas de final da seleção, com adversário ainda a ser definido. A partida está marcada para ocorrer na segunda-feira (05). Antes, o estádio recebe as partidas entre Polônia e Argentina, nesta quarta-feira (30), e Sérvia e Suíça, na sexta-feira (02).

Soluções à vista

Segundo a Fifa, com a entrada do mata-mata, vai diminuir o número de jogos. Com isso, os estádios receberão um jogo a cada dois dias. Outra solução planejada pela organização do torneio é a substituição do gramado por uma "grama reserva".

Antes do Mundial começar, temendo por problemas com o gramado, foi feito o plantio de uma grama reserva que está estocada em uma fazenda nos arredores de Doha, capital do Catar. Caso tenha necessidade, a Fifa fará a substituição da grama nos setores mais desgastados do gramado.

Catar, ao contrário de Brasil e Rússia, optou por ter oito estádios recebendo a Copa do Mundo. Com isso, há um acumulo de jogos nos locais. Vale ressaltar que o Mundial deste ano também é mais curto em relação aos anteriores.