Esquiva Falcão consegue patrocínio após campanha na web; ele trabalhava como motoboy

LANCE!
·1 minuto de leitura


Um dos principais nomes do boxe brasileiro, Esquiva Falcão, enfim, conseguiu um patrocínio. O pugilista de 31 anos agora é parceiro da Havan, empresa do varejo com sede em Brusque, no interior de Santa Catarina. O contrato tem duração de um ano. Ele estava trabalhando como motoboy na pizzaria que ele tem com a mulher, em Vila Velha, no Espírito Santo.

Falcão também chegou a colocar sua medalha de prata em Londres-2012 à venda, mas desistiu após o sucesso da pizzaria. Profissional desde 2014, ele não pode mais disputar o torneio desde então. Nas redes sociais, ele e milhares de brasileiros compartilharam a história, que acabou comovendo a família Hang, dono da Havan.

- Não tenho estrutura pra treinar em Vila Velha, treino em casa mesmo. Tenho saco de boxe e alguns aparelhos e vou me virando. À noite costumo sair para correr para evitar aglomerações já que a minha mulher é grupo de risco da Covid por ser alérgica. Quando começou a pandemia, terminou o contrato com o meu antigo patrocinador e eu fiquei em dificuldades. Estava tudo parado e eu tive que me virar. As nossas pizzas deram certo e a gente conseguiu se manter. Só que a gente não tinha funcionário e eu que fazia as entregas. Agora, felizmente, isso acabou e eu vou ter mais tempo para me dedicar ao boxe - contou Esquiva, ao site "ge".