Retrospectiva: Esportes que cresceram no Brasil nos últimos 20 anos

Yahoo Esportes

Sem dúvidas, o futebol é o esporte mais praticado e mais acompanhado do Brasil. Ainda assim, há espaço para outras modalidades, e muitas delas tiveram um grande crescimento na última década. 

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM
SIGA O YAHOO ESPORTES NO FLIPBOARD

Por isso, o Yahoo Esportes separou algumas modalidades que vêm fazendo a cabeça dos brasileiros nos últimos anos. Confira!

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também:

Rugby

SAO PAULO, BRAZIL - NOVEMBER 20: Matteo dell'Acqua of Brazil fights for a lineout against Luke Jones of Barbarians during the friendly match between Brazil Rugby and Barbarians at Morumbi Stadium on November 20, 2019 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
SAO PAULO, BRAZIL - NOVEMBER 20: Matteo dell'Acqua of Brazil fights for a lineout against Luke Jones of Barbarians during the friendly match between Brazil Rugby and Barbarians at Morumbi Stadium on November 20, 2019 in Sao Paulo, Brazil. (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)

Investimento a longo prazo e trabalho forte na formação de atletas. O crescimento da modalidade no Brasil se deve ao planejamento da Confederação Brasileira de Rugby, que conta com Agustin Danza como CEO. A própria entidade garante que a modalidade é praticada em todas as regiões do país e que o Campeonato Brasileiro já atraiu a média 4 mil pessoas por partida.

O jogo que é praticado em um campo retangular gramado, com dois postes e um travessão em formato de ‘H’ tem como meta disputar medalhas com a seleção feminina a partir de 2020, além de qualificar a equipe masculina para a Copa do Mundo de 2023.

MMA

Brazilian fighter Anderson Silva (R) competes against US fighter Jared Cannonier (L) during their men's middleweight bout at the Ultimate Fighting Championship 237 event (UFC 237) at Jeunesse Arena in Rio de Janeiro on May 11, 2019. (Photo by Mauro Pimentel / AFP) (Photo credit should read MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
Brazilian fighter Anderson Silva (R) competes against US fighter Jared Cannonier (L) during their men's middleweight bout at the Ultimate Fighting Championship 237 event (UFC 237) at Jeunesse Arena in Rio de Janeiro on May 11, 2019. (Photo by Mauro Pimentel / AFP) (Photo credit should read MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

O UFC pode não ter atravessado sua melhor fase no Brasil em 2019, mas modalidade em si comemora sua crescente na última década no país. A grande quantidade de eventos, apesar de causar certa saturação, também traz oportunidades a mais atletas. 

Entre 13 cinturões possíveis, apenas Amanda Nunes garante o cargo para o país atualmente. No masculino, há três anos brasileiros não conquistam um cinturão. Mesmo com a atual situação, nomes como Anderson Silva, Vitor Belfort, José Aldo, Royce Gracie, Demian Maia, Lyoto Machida e tantos outros circulam na memória dos brasileiros.

Ginástica 

13 October 2019, Baden-Wuerttemberg, Stuttgart: Gymnastics: World Championships, apparatus finals, men: Arthur Mariano from Brazil reacts after his practice on high bar. Photo: Tom Weller/dpa (Photo by Tom Weller/picture alliance via Getty Images)
13 October 2019, Baden-Wuerttemberg, Stuttgart: Gymnastics: World Championships, apparatus finals, men: Arthur Mariano from Brazil reacts after his practice on high bar. Photo: Tom Weller/dpa (Photo by Tom Weller/picture alliance via Getty Images)

Se a Olimpíada de Londres em 2012 inaugurou a história de medalhas olímpicas dos ginastas brasileiros, a Rio 2016 trouxe ainda mais protagonistas. Diego Hypolito, Arthur Zanetti, Arthur Nory, Francisco Barretto, Jade Barbosa, Daiane dos Santos, Daniele Hypolito e inúmeros outros atletas fazem parte dessa história.

Futebol americano 

Tom Brady #12 of the New England Patriots is sacked by Grady Jarrett #97 of the Atlanta Falcons in the fourth quarter during Super Bowl 51 at NRG Stadium on February 5, 2017 in Houston, Texas. / AFP / Timothy A. CLARY (Photo credit should read TIMOTHY A. CLARY/AFP via Getty Images)
Tom Brady #12 of the New England Patriots is sacked by Grady Jarrett #97 of the Atlanta Falcons in the fourth quarter during Super Bowl 51 at NRG Stadium on February 5, 2017 in Houston, Texas. / AFP / Timothy A. CLARY (Photo credit should read TIMOTHY A. CLARY/AFP via Getty Images)

O tamanho do Brasil permite que não somente uma modalidade faça sucesso. Na última década, o país do futebol deu abriu espaço para o futebol americano. De acordo com dados fornecidos pela ESPN, a audiência do futebol americano aumentou 78% entre 2014 e 2018 no Brasil. E o sucesso não se restringe somente à televisão, também marcando presença nas redes sociais com inúmeras publicações.

Durante audiência da Comissão do Esporte para discutir o futebol americano neste ano, o presidente da confederação nacional, Ítalo Souza, afirmou que o país já tem 442 equipes federadas e mais de 17 mil praticantes da modalidade.

Skate

SAO PAULO, SP, BRAZIL - 2019/09/22: The 20-year-old Brazilian Pamela Rosa wins in the final of the skate street World Championship, at the Anhembi exhibition pavilion, in the north of São Paulo. (Photo by Thiago Bernardes/Pacific Press/LightRocket via Getty Images)
SAO PAULO, SP, BRAZIL - 2019/09/22: The 20-year-old Brazilian Pamela Rosa wins in the final of the skate street World Championship, at the Anhembi exhibition pavilion, in the north of São Paulo. (Photo by Thiago Bernardes/Pacific Press/LightRocket via Getty Images)

A prática do skate cresce ano após ano no Brasil e no mundo, ganhando novos praticantes e admiradores. Mas o grande marco da década foi a entrada da modalidade na Olimpíada. Após a Rio 2016, o foco dos atletas do skate mudou e passou a ser conquistar uma vaga em Tóquio 2020.

Sem sucesso, algumas tentativas de proibição de Skate em locais tradicionais com o Museu do Ipiranga e Avenida Paulista em 2010, Parque do Ibirapuera e Praça Roosevelt em 2012 tiveram participação importante da Confederação Brasileira de Skate (CBSk) para que não fossem concretizadas.

Beisebol

(Foto: Hector Vivas/Jam Media/LatinContent via Getty Images)
(Foto: Hector Vivas/Jam Media/LatinContent via Getty Images)

Surfando na mesma onda do futebol americano, o beisebol ganhou campos para a prática no Brasil e conquistou ainda mais fãs. A exemplo disso, a Seleção Brasileira principal da modalidade conseguiu ir, pela primeira vez, ao World Baseball Classic, o mundial da categoria, em 2013. Com isso, também surgiram os times amadores e a prática se expandiu.

Desde 2014, a Major League Baseball (MLB), principal liga norte-americana da modalidade, em parceria com a Confederação Brasileira de Beisebol, realizou várias ações para impulsionar o desenvolvimento de atletas e do esporte no Brasil.

eSports 

Powerful Personal Computer Gamer Rig with First-Person Shooter Game on Screen. Monitor Stands on the Table at Home. Cozy Room with Modern Design is Lit with Pink Neon Light.
Powerful Personal Computer Gamer Rig with First-Person Shooter Game on Screen. Monitor Stands on the Table at Home. Cozy Room with Modern Design is Lit with Pink Neon Light.

Os esportes eletrônicos já estão bem estabelecido em cenários como Europa, América do Norte e Ásia. No Brasil, a modalidade caminha para isso e grandes atletas como investidores, grandes audiências, o desenvolvimento do mercado global e as torcidas internacionais colaboram para esse contexto.

De acordo com a última pesquisa da Newzoo, o Brasil registrou um crescimento de 20% em sua audiência de eSports em relação ao ano anterior, chegando a 2019 com 21,2 milhões de fãs.

Tênis de mesa

LIMA, PERU - AUGUST 06: Hugo Calderano of Brazil plays a shot during Men's Doubles Final of Table Tennis on Day 11 of Lima 2019 Pan American Games at Sports Center 3 of Villa Deportiva Nacional on August 06, 2019 in Lima, Peru. (Photo by Leonardo Fernandez/Getty Images)
LIMA, PERU - AUGUST 06: Hugo Calderano of Brazil plays a shot during Men's Doubles Final of Table Tennis on Day 11 of Lima 2019 Pan American Games at Sports Center 3 of Villa Deportiva Nacional on August 06, 2019 in Lima, Peru. (Photo by Leonardo Fernandez/Getty Images)

O tênis de mesa brasileiro já é presença constante em pódios das competições internacionais. Prova disso é a aparição de um brasileiro, Hugo Calderano, no Top 10 mundial da modalidade. Gustavo Tsuboi, Thiago Monteiro, Eric Jouti, Vitor Ishiy, Bruna Takahashi, Lin Gui e Jessica Yamada são outros nomes importantes. A categoria paralímpica e as de base também não ficam de fora.

Com esse retrospecto, é possível garantir que os resultados esportivos e a relevância do tênis de mesa brasileiro no cenário internacional, hoje, não se compara ao que era antes. 

Surfe

OAHU, HAWAII - DECEMBER 19: (L-R) Italo Ferreira of Brazil winner of his maiden WSL World Title and his maiden 2019 Billabong Pipe Masters and Two-time WSL Champion Gabriel Medina of Brazil runner-up at Pipeline on December 19, 2019 in Oahu, United States. (Photo by Kelly Cestari/WSL via Getty Images)
OAHU, HAWAII - DECEMBER 19: (L-R) Italo Ferreira of Brazil winner of his maiden WSL World Title and his maiden 2019 Billabong Pipe Masters and Two-time WSL Champion Gabriel Medina of Brazil runner-up at Pipeline on December 19, 2019 in Oahu, United States. (Photo by Kelly Cestari/WSL via Getty Images)

A Brazilian Storm tomou proporções assustadoras não só para os brasileiros, mas também para os australianos, havaianos e americanos. Nos últimos dois anos, com a realização de 22 etapas, surfistas brasileiros subiram ao pódio por 15 vezes. 

Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Adriano de Souza, Filipe Toledo, Caio Ibelli, Wiggolly Dantas, Jadson André, Miguel Pupo e outras tantos nomes colaboram para o crescimento do esporte no país.

Futebol de 7

Campeões brasileiros de 2019 (Foto: Marlyson Tadino)
Campeões brasileiros de 2019 (Foto: Marlyson Tadino)

Também conhecido como futebol society, o futebol de 7 ganhou espaço no Brasil na última década. Os campos de grama sintética deram lugar a inúmeros campeonatos, nacionais e estaduais, masculinos e femininos, além da categoria de base. A Liga de Futebol Universitário (LFU) também colabora para o aumento da popularidade da modalidade em território nacional.

Siga o Yahoo Esportes

Twitter |Flipboard |Facebook |Spotify |iTunes |Playerhunter

Leia também