ESPN exibe especial sobre Zizinho, com participação de Janio de Freitas

·1 minuto de leitura
**ARQUIVO** LOCAL DESCONHECIDO, 25.02.1953: O jogador Zizinho da seleção brasileira. (Foto: Acervo UH/Folhapress)
**ARQUIVO** LOCAL DESCONHECIDO, 25.02.1953: O jogador Zizinho da seleção brasileira. (Foto: Acervo UH/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Com depoimento de Janio de Freitas, colunista do jornal Folha de S.Paulo, a ESPN exibe especial sobre o centenário de Zizinho.

O programa "100 anos de Zizinho, o mestre do Rei Pelé" vai ao ar nesta terça-feira (14), às 22h30.

"Eu sei que o Brasil é um país sem memória. Agora mesmo está aí o governo federal querendo vender o prédio do ex-Ministério da Educação [no centro do Rio de Janeiro], que é referência mundial na chamada arquitetura moderna. O que se pode fazer contra isso? Entender que o Brasil é assim e que o Zizinho não está fora do Brasil. Zizinho é também um monumento, um patrimônio da memória perdida do Brasil. Tristemente perdida", define Janio de Freitas.

O colunista defende a teoria de que é Zizinho o jogador mais importante da história do país, não Pelé.

"São dois jogadores bastante distintos [Zizinho e Pelé]. Zizinho foi um meia-armador, um meia-atacante e foi centroavante. Três posições em que jogou diabolicamente. Eu sou favorável à ideia de que o Zizinho foi o maior jogador brasileiro de todos os tempos. Mas Pelé foi também merecedor de ser reconhecido como o maior jogador brasileiro", completa.

O especial também traz depoimentos de familiares de Zizinho, de Gerson (tricampeão mundial com a seleção em 1970) e Zico, entre outros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos