Esparza: 'Jessica será uma das lutas mais difíceis da carreira de Joanna'

Esparza: 'Jessica será uma das lutas mais difíceis da carreira de Joanna'
.

Exibir foto

Ex-campeã peso-palha feminino do UFC se empolga com duelo entre brasileira e polonesa

Escalada para enfrentar Randa Markos no card preliminar do UFC Fight Night Halifax, neste domingo, Carla Esparza passou os últimos dez meses sem lutar. Feliz pelo retorno, a atual número três no ranking tem cautela ao falar de uma possível chance pelo cinturão peso-palha feminino. Ela, inclusive, se empolga com o confronto entre Jessica Andrade e Joanna Jedrzejczyk, que já foi sinalizado por Dana White, mas ainda não tem data oficial.

Em entrevista ao LANCE!, Esparza disse não ter qualquer problema com o fato de Jessica, número cinco no ranking da categoria, ter uma chance pelo título. Focada em sua luta contra Markos, a americana diz que Jessica representa uma grande ameaça ao reinado de Jedrzejczyk. Vale lembrar que Esparza foi a primeira campeã da categoria peso-palha feminino, mas perdeu o título da divisão para Joanna, atual campeã, em março de 2015.

- Acho que Jessica merece, ela veio de outra divisão, desceu de peso e provou que é boa em vitórias dominantes contra boas rivais. Acho que essa será uma boa disputa de cinturão. Jessica tem chance, mas eu colocaria meu dinheiro em joanna. Mas acho que será uma das lutas mais difíceis da carreira de joanna. As duas são grandes, com braços compridos, e isso vai tirar a vantagem que Joanna normalmente tem contra a maioria das lutadoras da divisão - avaliou, em conversa pelo telefone.

Esparza vem de vitória contra Juliana Lima, em abril do ano passado. a americana garante foco em Randa Markos, mas já tem uma ideia de quem gostaria de enfrentar depois do UFC Halifax.

My scary face is not that scary 😠😋 #ufchalifax #sunday #fs1

Uma publicação compartilhada por Carla (@carlaesparza1) em Fev 17, 2017 às 7:13 PST


- Não espero uma chance pelo título depois dessa luta, acho que Joanna vai enfrentar Jessica antes, mas quero alguém do topo. Uma vitória contra Markos não vai me ajudar nos rankings, mas se eu perder, eu caio. Não acho que me afeta agora esse resultado. Mas eu estaria aberta a enfrentar Karolina Kowalkiewicz, ou Jessica Aguilar, que tem sido desrespeitosa comigo ao longo dos anos - projetou.

Confira um bate-papo com Carla Esparza:
Por que você ficou tanto tempo sem lutar?
Você devia perguntar ao UFC. Acho que eles tiveram dificuldade em encontrar uma adversária. Talvez tenha sido difícil achar alguém bem ranqueada, não tive lesões, estive treinando e me preparando o tempo todo. Mas não posso fazer muita coisa em relação a isso.

Como você se sustentou durante esse tempo? Chegou a procurar outro emprego, assim como outros atletas quando passam necessidades financeiras?
Na verdade, eu não fiz nada, fiquei sempre na espera esse tempo fora, ficava pedindo toda semana por uma luta. Então esperava ter uma luta logo, mas sempre passava mais tempo. Me dediquei 100% para ser melhor e acho que se tivesse um outro emprego, ficaria cansada, não treinaria duro. Enquanto estiver lutando, farei só isso.

Qual a sua opinião sobre Randa Markos como rival?

Acho que é um bom casamento de estilos, temos estilos bons de wrestling e luta agarrada. Um pouco de boxe também. Acho que o que vai definir a luta é quem consegue impor seu jogo mais.

Lamentamos que você não tenha gostado deste comentário. Informe um motivo abaixo.

Tem certeza?
Classificação falhou. Tente novamente.
Falha na solicitação. Tente novamente.
Promoveremos comentários construtivos e espirituosos para aparecerem primeiro, todo mundo vai vê-los!
Lamentamos, mas não é possível carregar comentários no momento. Tente novamente.