Espanha vence Grã-Bretanha e enfrentará o Canadá na final da Copa Davis

AFP
Os tenistas Rafael Nadal e Feliciano López comemoram a vitória nas duplas sobre os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski, e a classificação da Espanha à final da Copa Davis, em Madri, no dia 23 de novembro de 2019
Os tenistas Rafael Nadal e Feliciano López comemoram a vitória nas duplas sobre os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski, e a classificação da Espanha à final da Copa Davis, em Madri, no dia 23 de novembro de 2019

A Espanha se classificou neste sábado para a final da Copa Davis com a vitória de Rafael Nadal e Feliciano López sobre os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski nas duplas por 7-6 (7/3) e 7-6 (10/8).

A 'Armada' espanhola vai enfrentar na final o Canadá, que antes havia vencido na outra semifinal a Rússia.

Nadal voltou a ser o herói em uma semifinal que a Espanha teve que virar depois que Kyle Edmund venceu Feliciano López 6-3 e 7-6 (7/3) na primeira partida de simples.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O número 1 do mundo venceu Dan Evans, por 6-4 e 6-0 e iniciou a virada que se consolidou fazendo dupla com Feliciano López.

Em uma partida muito acirrada decidida nos dois tie-breaks, os espanhóis salvaram quatro setpoins no segundo set, que levariam os britânicos ao empate.

Os espanhóis não aproveitaram um primeiro match-point com o saque de Jamie Murray, mas venceram a partida com o seguinte, no serviço de López.

Nadal se mostrou feliz com a classificação para a final mas alertou: "ainda não ganhamos nada".

"Não poderíamos estar mais felizes", disse Nadal em coletiva de imprensa, após a vitória.

"O tênis é um esporte individual, mas ganhar em equipe é muito mais satisfatório, perder é menos duro acho, mas ganhar, quando você ganha em equipe, a alegria é compartilhada, mais desfrutada", acrescentou o número 1 do mundo, que em seguida fez um apelo para manter os pés no chão.

"Ganhamos uma eliminatória, ainda não ganhamos nada, estamos em uma final".

"Não sei se há muitas equipes em que seus cinco componentes tenham participado da competição. Nós sim e acho que isso acrescenta mais valor", disse Nadal, antes de voltar a pedir tranquilidade.

"São momentos de adrenalina, de alegria, mas é preciso se acalmar, diminuir a euforia porque amanhã temos que estar em um nível muito alto para poder vencer" o Canadá, disse ele.

Leia também