Espanha vence Bélgica e vai às semis da ATP Cup, Sérvia derrota Canadá

AFP
A Espanha venceu a Bélgica por 2-1, e se classificou para as semifinais da ATP Cup apesar da derrota de Rafael Nadal para David Goffin
A Espanha venceu a Bélgica por 2-1, e se classificou para as semifinais da ATP Cup apesar da derrota de Rafael Nadal para David Goffin

A Espanha venceu nesta sexta-feira, em Sydney, a Bélgica por 2 a 1, depois que Rafael Nadal perdeu sua partida de simples e venceu em duplas e garantiu assim sua vaga nas semifinais da ATP Cup.

Nadal e Pablo Carreño venceram Sander Gillé e Joran Vliegen por 6/7 (7/9), 7-5 e 10-7 no super tie-break, após duas horas de partida.

Com sua vitória sobre Kimmer Coppejans (6-1, 6-4), Roberto Bautista deu o primeiro ponto à Espanha, que venceu a Copa Davis em novembro, em Madri.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mas David Goffin surpreendeu ao vencer Nadal, atual número 1 do mundo, em dois sets no segundo jogo de simples, com parciais de 6-4, 7-6 (7/3) em 2 horas e 23 minutos de partida.

Para Goffin, de 29 anos, foi a segunda vitória em seis jogos contra o espanhol. "Foi difícil, porque para nós foi uma grande mudança jogar em Perth e depois em Sydney", disse Nadal após a vitória nas duplas.

"Eu tive que manter a calma, o que não foi fácil", disse Goffin. "Eu sabia que, contra Rafa, tinha que acertar rápido a bola e correr riscos. Tentei imprimir o ritmo do jogo e fazer com que ele procurasse soluções", acrescentou.

- Calor e umidade -

A Espanha jogou em Perth, na costa oeste da Austrália, na fase de grupos, e depois em Sydney, com mais calor e umidade, nas eliminatórias.

"Não tivemos muito tempo para nos adaptar a essas condições de umidade e contra esses grandes jogadores", acrescentou ele em referência aos belgas. "Mas estamos muito felizes de estar nas semifinais", concluiu.

A Espanha vai jogar no sábado por uma vaga na final para a Austrália.

Na outra semifinal, a Rússia enfrentará a Sérvia, que liderada por Novak Djokovic, venceu o Canadá nesta sexta-feira por 3 a 0 pelas quartas de final.

Mas se Djoko venceu sua partida de simples, Nadal não teve o mesmo sucesso com o belga David Goffin.

"Eu tive que manter a calma, o que não foi fácil", disse Goffin. "Eu sabia que, contra Rafa, tinha que acertar rápido a bola e correr riscos. Tentei imprimir o ritmo do jogo e fazer com que ele procurasse soluções", acrescentou.

Nadal não havia perdido nenhum set este ano, antes de enfrentar Goffin.

- Sérvia vence Canadá -

No outro duelo da jornada, Djokovic perdeu o primeiro set e teve que lutar para derrotar o canadense Denis Shapovalov, garantindo a vaga de seu país nas semifinais.

O ponto de Djokovic contra o Canadá significava 2-0 no duelo e a classificação para as semifinais, em uma eliminatória em que a Sérvia terminaria vencendo por 3-0.

O número dois do mundo sofreu contra o jovem canadense de 20 anos, vencendo por 4-6, 6-1 e 7-6 (7/4), em 2 horas e 40 minutos.

No último set, ele foi forçado a disputar o tie-break, depois de ter o saque para vencer o jogo e colocar uma vantagem no game de 30-0.

"Foi o jogo mais difícil que já disputei contra Denis. Foi tão disputado que poderia ter sido vencido por qualquer um dos dois", disse Djokovic.

Mais cedo, seu compatriota Dusan Lajovic havia dado o primeiro ponto ao seu país ao vencer o canadense Felix Auger-Aliassime, por 6-4, 6-2, em 1 hora e 39 minutos.

Nas duplas, os sérvios Nikola Cacic e Victor Troicki venceram os canadenses Peter Polansky e Adil Shamasdin por 6-3 e 6-2 em 58 minutos.

A Sérvia enfrentará a Rússia nas semifinais, com Daniil Medvedev e Karen Khachanov, invictos nesta competição por equipes.

Leia também