Espanha tem retrospecto recente ruim de estreias nas Copas do Mundo; relembre


A Espanha inicia, nesta quarta-feira, a luta pelo bicampeonato do mundo. O desafio é contra a Costa Rica, e iniciar vencendo deverá ser bom sinal, certo? Não é bem assim. Na verdade, o retrospecto recente da La Roja é ruim, só que mesmo quando começou mal uma Copa do Mundo... foi campeã. Confira abaixo as últimas cinco estreias.

Em 2018, Portugal abriu o placar, a Espanha virou, ampliou, mas levou dois gols. Foram três de Cristiano Ronaldo na primeira partida da última Copa de Iniesta. A Fúria passaria de fase, mas cairia nas oitavas de final para a Rússia, dona da casa, nos pênaltis.

Quatro anos antes, a hecatombe se anunciou já no primeiro jogo. Xabi Alonso marcou o primeiro, de pênalti, mas a Holanda aplicou 5 a 1, com direito a golaço de Van Persie, Robben driblando Casillas... e a derrota para o Chile, na rodada seguinte, fez a rodada final ser apenas protocolar para Xavi e companhia, que duelaram com os também já eliminados australianos.

No ano do título, 2010, o início foi com derrota para a Suíça: 1 a 0. Mas a qualidade daquele grupo se impôs e o caneco foi para Madri pela primeira vez. Vitória em estreia de Copa, pela última vez, só em 2006. Ali foi tranquilo: a Ucrânia levou uma goleada de 4 a 0 com dois gols no primeiro tempo e uma expulsão mais pênalti no início do segundo.

-> Confira a tabela da Copa do Mundo

Já em 2002, quando o Brasil conquistou o título, o atual treinador da Espanha, Luis Henrique, estava em campo. Um ex-treinador, Fernando Hierro, também estava e fez o último gol daquele triunfo sobre a Eslovênia. Naquela competição, a seleção acabaria eliminada para a Coreia do Sul, nas quartas de final.

Noutras palavras: começar bem não garante nada, mas a história ensina que um mau começo pode sinalizar que mudanças são necessárias.