Espanha também aprende com geração mais jovem, diz Koke

Jogadores da seleção da Espanha após partida com a Alemanha na Copa do Mundo do Catar

Por Anita Kobylinska

DOHA (Reuters) - Os jogadores experientes da Espanha apoiam jovens como Pedri e Gavi para lidar com a pressão de sua primeira Copa do Mundo, mas também aprendem com eles, disse o meio-campista Koke, antes da equipe buscar a vaga nas oitavas de final do Mundial do Catar contra o Japão na quinta-feira.

A Espanha goleou a Costa Rica por 7 x 0 em seu jogo de estreia no Grupo E da Copa e chegou a abrir o placar contra a Alemanha em sua segunda partida no torneio, mas deixou escapar a vantagem quando Niclas Fuellkrug garantiu um empate em 1 x 1 para sua equipe no final do segundo tempo.

"Falamos sobre o fato de que deveríamos ter tido mais bola (naquele jogo)", disse Koke em uma coletiva de imprensa nesta terça-feira.

"Não deveríamos ter atacado tão rapidamente e deveríamos ter jogado de forma mais ampla. Isso é o que o técnico sempre nos pede."

A Espanha joga sua última partida do grupo contra o Japão, e se classificará para as oitavas de final com uma vitória ou um empate. A derrota os deixaria dependendo do saldo de gols.

"Assistimos ao jogo do Japão contra a Alemanha, eles trabalham muito bem e são muito organizados. Eles reúnem muitos jogadores atrás, mas saem com energia", disse Koke.

"Eu acho que (na quinta-feira) será um jogo semelhante, porque os alemães são semelhantes à Espanha... O ponto forte do Japão é a equipe que eles têm, eles vão morrer por sua ideia."

A Espanha, que venceu a Copa do Mundo de 2010, está procurando recuperar seu lugar na elite depois de ter sido eliminada na fase de grupos em 2014 e não passar das oitavas de final quatro anos depois.

"Aqueles de nós que são mais velhos, que passaram por tempos difíceis no Brasil e na Rússia, ajudam os mais jovens, com nova energia", disse Koke, que está disputando sua terceira Copa do Mundo.

"Os veteranos também estão com grande espírito e toda a unidade que temos juntos faz de nós um grupo tão saudável e forte."

Os jovens talentosos, liderados por jogadores como Pedri e Gavi, são o que faz a equipe espanhola se destacar.

"Eu digo a Gavi para não entrar nesse nervosismo ou na loucura que rodeia uma Copa do Mundo. Ele tem que jogar do jeito que eles jogam, aproveitar e ficar calmo", disse Koke.

"Acho que tanto Pedri quanto Gavi fazem mágica, eles estão em um nível espetacular. Eles são tão jovens, mas você lhes dá a bola e eles não a perdem", disse.

"Aqueles de nós que são mais velhos também aprendemos com os jovens jogadores. Eles fazem coisas que nós não fazemos. Nós vemos o que eles fazem bem e o que eles não fazem --e então nós os ajudamos."