Espanha não pode tropeçar contra a Eslováquia pelo Grupo E da Eurocopa

·3 minuto de leitura

A Espanha encara uma 'final' sem direito a tropeço, nesta quarta-feira, em Sevilha, diante da Eslováquia às 13h00 (horário de Brasília), em um jogo em que apenas a vitória serve para garantir a classificação às oitavas de final da Eurocopa.

Seus dois empates, contra a Suécia (0-0) e a Polônia (1-1), deixaram a 'Roja' na terceira posição do grupo E, que atualmente é liderado pelos suecos (4 pontos), seguidos pelos eslovacos (3 pontos).

Um terceiro empate contra o adversário teoricamente mais fraco da chave pode fazer com que a Espanha se torne um dos quatro melhores terceiros dos seis grupos. Mas desde que a Polônia não vença a Suécia na outra partida da chave.

"Minha preocupação, em uma escala de 0 a 10, é de 7", disse o treinador, Luis Enrique Martínez, nesta terça-feira, embora tenha mostrado confiança em conseguir passar de fase.

"É um momento importante para todos nós, sabemos o que temos em jogo, mas dependemos de nós mesmos", afirmou Sergio Busquets.

Ser eliminada na fase de grupos da Euro seria um desastre para a 'Roja', que não é eliminada em um grande torneio antes das oitavas de final desde a Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

- Busquets volta -

Em um jogo de tudo ou nada, Luis Enrique conseguiu remodelar o meio de campo, após a volta de Busquets, depois de ter se recuperado da covid-19.

O capitão da seleção espanhola, campeão da Copa do Mundo de 2010 e da Euro-2012, pode trazer experiência e liderança em campo para orientar uma equipe repleta de jovens.

"Desde os meus últimos anos, tenho tentado fazê-los ver que é preciso ser positivo, que já estivemos em situações semelhantes e, no final, avançamos com um bom jogo", disse Busquets.

No ataque provavelmente Luis Enrique vai repetir a escalação com Álvaro Morata, autor do gol no empate com a Polônia no sábado, e Gerard Moreno, que deu a assistência, mas perdeu um pênalti que poderia ter garantido a vitória espanhola.

A pressão vai ser elevada para os atacantes da Roja, obrigados a marcar, depois de a equipa espanhola ter sido fortemente criticada devido à falta de gols, apesar do seu amplo domínio do jogo.

- Adversário defensivo -

A Espanha só conseguiu balançar a rede uma vez em 28 chutes a gol até o momento na Euro, algo que terá que melhorar nesta quarta-feira para se classificar diante de um adversário que "nos va a plantear un partido muy defensivo", según Luis Henrique.

A Roja não terá outra escolha a não ser pressionar a Eslováquia, que surpreendeu na estreia ao vencer a Polônia por 1 a 0, o que a deixou em uma boa posição para avançar para a próxima fase.

Embora tudo esteja aberto na chave, para os eslovacos um empate com a Espanha é suficiente para avançar às oitavas de final do torneio continental.

"A Espanha está sob pressão, precisa marcar um gol, mas com a qualidade que tem, vamos precisar de um pouco de sorte para defender bem e neutralizar seus atacantes", disse o técnico eslovaco Stefan Tarkovic durante uma coletiva de imprensa nesta terça-feira.

O mais esperado é que a seleção eslovaca se feche atrás buscando o contra-ataque e deixando os espanhóis com a pressão de marcar um gol.

"Acho que temos uma boa ideia de como a Espanha joga e o que podemos fazer. O importante é ter boas transições no ataque e eficiência", acrescentou Tarkovic.

-- Prováveis escalações:

Espanha: Unai Simón - Llorente, Laporte, Pau Torres, Alba - Busquets, Koke, Thiago - Gerard Moreno, Morata, Oyarzabal. Técnico: Luis Enrique Martínez

Eslovaquia: Dubravka - Pekarík, Satka, Skriniar, Hubocan - Kucka, Hrosovsky - Haraslín, Hamsík, Mak - Duda. Técnico: Stefan Tarkovic

Árbitro: Björn Kuipers (HOL)

gr/psr/gh/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos