Espanha chega a Doha com dúvidas sobre o lateral-esquerdo lesionado Gayà

A Espanha chegou a Doha na madrugada desta sexta-feira para iniciar sua jornada na Copa do Mundo em busca da segunda estrela em sua camisa, enquanto aguarda o lateral-esquerdo José Luis Gayà, lesionado em um treino antes do amistoso contra a Jordânia, vencido por 'La Roja' na quinta-feira em Amã.

A equipe espanhola chegou nesta sexta por volta das 3h00 no horário local (21h00 de Brasília) à sua sede na Universidade do Catar, onde ficará alojada durante a sua passagem por Doha durante o torneio.

A Espanha veio de Amã, onde na noite de quinta venceu a Jordânia por 3 a 1 em um amistoso de preparação para o Mundial.

Incluída no grupo E, a Roja iniciará a competição no dia 23 de novembro contra a Costa Rica, antes de enfrentar a Alemanha no dia 27 de novembro e fechar a fase de grupos no dia 1º de dezembro contra o Japão.

O técnico espanhol Luis Enrique, que planeja realizar um primeiro treino na tarde desta sexta-feira em solo catari, está acompanhando a situação do lesionado José Luis Gayà.

O lateral-esquerdo do Valencia sofreu uma "entorse lateral de tornozelo direito de baixo grau" na quarta-feira durante o treino antes do jogo contra a Jordânia.

"Numa ação fortuita, sozinho, dando um cruzamento, ele teve um pequeno problema", explicou Luis Enrique, após a partida.

"Amanhã (esta sexta-feira) tomaremos uma decisão quando tivermos clareza sobre isso, mas é a notícia desagradável destes primeiros dias", acrescentou o técnico espanhol.

Em caso de substituição do jogador, a imprensa espanhola especula os nomes dos laterais Marcos Alonso e Álex Balde, do Barcelona.

O regulamento estipula que, se necessário, cada seleção pode fazer alterações de última hora na lista de 26 nomes até 24 horas antes de sua primeira partida na Copa do Mundo.

gr/psr/aam