Escalação do São Paulo: Tribunal livra lateral de gancho, e Ceni está livre para ter time-base em estreia no Paulistão

Rafinha revelou quando pretende se aposentar (Foto: Divulgação)


Uma notícia vinda do TJD (Tribunal de Justiça Desportiva) da Federação Paulista de Futebol na noite de quinta-feira (12) ajudou o técnico Rogério Ceni a definir a escalação do São Paulo para a estreia no Campeonato Paulista, às 18h30 (de Brasília) de domingo (15), no Morumbi, contra o Ituano.

O veterano Rafinha acabou tendo a suspensão de um jogo revertida para o pagamento de cestas básicas e com isso está liberado para defender o Tricolor no primeiro compromisso do ano.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.


+ Veja quanto os times brasileiros recebem dos patrocinadores master
+ Confira as principais negociações do futebol nacional no Mercado da Bola do L!

O lateral-direito foi expulso na goleada sofrida para o Palmeiras na final do Estadual no ano passado, no Allianz Parque, e havia sido punido com uma partida de gancho na competição pelo Tribunal, que seria cumprida justamente na estreia são -paulina nesta temporada.

Com sua liberação, Ceni poderá manter o time-base que massacrou o EC São Bernardo por 7 a 1 em jogo-treino disputado nesta semana, no CT da Barra Funda.

Usualmente o titular da posição, Igor Vinícius continua se recuperando de contusão sofrida no ano passado. Está em estágio avançado, já participou de atividades com o restante do grupo, mas seguirá fora por precaução.

O Tricolor ainda conta com o colombiano Orejuela para a posição.

O provável São Paulo que encara o Ituano será escalado com Rafael; Rafinha, Ferraresi, Arboleda e Welington; Pablo Maia, Rodrigo Nestor e Luciano; Pedrinho, Calleri e Wellington Rato.

Rafael, Pedrinho e Wellington Rato estão liberados para atuar pelo BID (Boletim Informativo Diário) da CBF. O clube aguarda a autorização dos seus outros reforços para utilizá-los domingo (Marcos Paulo, Alan Franco e Jhegson Méndez).

Rafinha, 37 anos, é um dos poucos atletas cujo contrato acabava no fim do ano passado que convenceu Rogério Ceni. Renovou por mais uma temporada, aceitando redução salarial, conforme o LANCE! apurou. Ao todo, atuou em 50 partidas, 44 delas como titular e algumas improvisado como zagueiro pelo treinador.

> Confira jogos, classificação e simule os resultados do Paulistão-23