Escândalo: árbitro termina jogo entre Tunísia e Mali pela Copa Africana de Nações antes dos 90 minutos

·1 min de leitura


Na Copa Africana de Nações, o duelo entre Tunísia e Mali terminou em escândalo de arbitragem. William Sikazwe, de Zâmbia, encerrou o confronto válido pelo Grupo F aos 40 minutos da segunda etapa. Após reclamações do banco tunisiano, o juiz retomou a partida, mas terminou o jogo segundos antes dos 45 minutos finais.

A comissão técnica, liderada por Mondher Kbaier, e os jogadores entraram em campo apontando para o relógio e protestando, uma vez que o confronto foi encerrado antes do tempo e não houve acréscimos. A partida terminou com a vitória de Mali por 1 a 0 com gol de pênalti de Koné, aos três minutos da segunda etapa.

> Veja a tabela da Copa Africana de Nações

A Confederação Africana de Futebol (CAF) obrigou um novo reinício do jogo, mas apenas os atletas de Mali se apresentaram em campo, enquanto os membros da Tunísia, indignadas, não retornaram ao gramado e a partida se encerrou com a vitória dos malinenses.

Com o resultado, Mali consegue largar com vantagem em busca da liderança do Grupo F no torneio. A Tunísia também tem grandes chances de classificação na chave que também conta com Mauritânia e Gâmbia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos