Erundina, que liberou skate em SP, comemora medalha de Kelvin Hoefler em Tóquio

·1 minuto de leitura
Erundina, que liberou skate em SP, comemora medalha de Kelvin Hoefler em Tóquio
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, BRASIL, 29-11-2020: Luiza Erundina. (Foto: Eduardo Anizelli/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Luiza Erundina (PSOL), ex-prefeita da cidade de São Paulo e responsável pela liberação da prática do skate na cidade no fim da década de 1980, comemorou nas redes sociais a medalha de prata do brasileiro Kelvin Hoefler no skate street, a primeira do país nas Olimpíadas de Tóquio, conquistada neste domingo (25).

Antecessor de Erundina na prefeitura, Jânio Quadros havia proibido a circulação de skatistas na capital paulista. Em memorando, o então prefeito determinou que os desobedientes fossem detidos e levados ao juizado de menores.

Foi uma resposta política dada pelo mandatário a um protesto, em que um grupo de jovens contestou a proibição do uso do skate aos fins de semana no parque do Ibirapuera. O mesmo local onde funcionava a prefeitura na época era o principal ponto de encontro dos skatistas da cidade, que se divertiam no piso liso construído sob a marquise do local.

Meses depois, com Erundina eleita, o skate seria liberado na cidade, e a década seguinte ficaria marcada pela popularização do esporte no Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos