Erros de passe crescem em decisões e viram a dor de cabeça do Corinthians

Gabriel Carneiro

- Estamos trabalhando. Quando melhorarmos os passes, acertarmos mais os passes simples, vamos chegar com mais força.

O diagnóstico do técnico Fabio Carille após a partida contra o Internacional é simples: o elevado número de passes errados do Corinthians é um dos fatores responsáveis pela persistente desconfiança a respeito do potencial do time em seus desafios no Campeonato Paulista, na Copa do Brasil e na Sul-americana. Nos próximos dias, o Timão intensificará treinamentos deste fundamento durante sua rotina no CT Joaquim Grava para minimizar os erros, especialmente em fases eliminatórias dos torneios que disputa.

Curiosamente, os erros de passe do Timão se tornaram uma dor de cabeça por terem aumentado nas últimas semanas. Contra o Colorado, na ida da quarta fase da Copa do Brasil, por exemplo, foram 289 passes certos e 64 errados: 19% das tentativas de passe pararam nos pés do adversário ou nas linhas lateral e de fundo. As porcentagens não são muito mais baixas nas partidas anteriores: 14% e 13% nos duelos com o Botafogo-SP, pelo Paulista, e 12% diante da Universidad de Chile, pela Sul-americana.



Infográfico Corinthians

Erros de passe em cada jogo da temporada

Em partidas com aspecto menos decisivo, o desempenho do Corinthians foi superior neste quesito: só 7% de passes errados, contra a Luverdense, 8% contra a Ponte Preta e o Linense, 9% diante do Red Bull e por aí vai. As cotações mais altas de erros de passe do Timão foram no clássico com o Palmeiras (23%) e agora o Internacional, além de Brusque, São Bento, Osasco Audax, Santos. Em outras palavras: quanto mais duro o desafio, mais nervosa a equipe se apresenta e mais erros de passe acontecem. Por isso, a preocupação por eles estarem aumentando neste abril decisivo para as pretensões do ano.

O grande problema na correção deste problema de fundamento será o pouco tempo para treinamentos no CT Joaquim Grava. Depois do Inter, o Timão treina só nesta sexta e sábado e no domingo já enfrenta o São Paulo pelas semifinais do Paulista, no Morumbi. Na semana seguinte, somente mais dois dias de trabalho antes do duelo de volta contra o Colorado, na quarta, que precede o segundo embate com o Tricolor, no domingo.

A tabela depois disso está indefinida. Mas a esperança é que os erros de passe não interrompam os planos do Corinthians no Paulistão e na Copa do Brasil...



E MAIS: