Era melhor ver o filme do Pelé? Por que os mexicanos amam o Rei do Futebol

VANDERLEI ALMEIDA / AFP Reprodução/TV


Quem assistiu ao seriado 'Chaves' provavelmente se lembra do episódio em que o protagonista vai ao cinema e, insatisfeito, repete exaustivamente a frase: 'seria melhor ter ido ver o filme do Pelé'. Porém, esta frase é dita apenas pela dublagem brasileira, com o intuito de fazer referência ao Rei do Futebol, que morreu na última quinta-feira.

Na realidade, o personagem interpretado por Roberto Bolaños queria assistir ao filme 'El Chanfle'. A frase dita por Chaves foi 'Mejor hubieramos ido a ver al Chanfle'. O objetivo seria divulgar o novo filme, que reuniu todo o elenco do seriado 'Chaves' e contava a história de um homem de uns 30 anos, pobre e que trabalhava como auxiliar no time Club América, do México.

Um verdadeiro clássico para os mexicanos, 'El Chanfle' não foi lançado no Brasil. A clara referência ao seu longa acabou caindo em desuso e, com o enredo do longa percorrendo o mundo do futebol, acabaram encontrando na fama de Pelé no cinema, uma boa inspiração para a dublagem nacional.
AdChoicesPUBLICIDADE
+ Morre Pelé, Rei do Futebol e tricampeão do mundo pela Seleção Brasileira, aos 82 anos

Coincidência ou não, Pelé realmente participou de alguns filmes entre os anos de 1979 e 1992, ano em que este episódio de 'Chaves' foi exibido pela primeira vez no SBT. Com isso, não é tão simples apontar qual filme o dublador estava se referindo. O que se sabe é que o filme de Roberto Bolãnos foi exibido em 1979 e naquele mesmo ano Pelé participou do longa brasileiro “Os Trombadinhas”, que contava a história de um empresário que queria reabilitar crianças de rua e para isso buscava ajuda com um treinador de futebol da base do Santos.

Entre 1970 e 1980, Pelé participou de outros filmes como “O Barão Otelo no Barato dos Bilhões” (1971), Passe Livre (1974), Fuga para a Vitória (1981), “Os Trapalhões e o Rei do Futebol (1986), entre outros.

+ Pelé eterno! Relembre 20 declarações históricas sobre o Rei

Apesar de o texto original não se referir a Pelé, o amor dos mexicanos pelo Rei do Futebol é real. Em 1970, o país foi sede da Copa do Mundo e presenciou uma das maiores e melhores gerações da Seleção Brasileira de todos os tempos. Camisa 10 daquela equipe, Pelé conduziu o time ao tricampeonato mundial e encantou o planeta com sua genialidade.

Os mexicanos ainda sediaram a Copa do Mundo de 1986 e, em 2026, quebraram o recorde como o país que mais sediou o torneio da Fifa na história. Os mexicanos vão sediar a Copa da América do Norte, ao lado de Estados Unidos e Canadá.