Equipes se preparam para segunda rodada das semifinais da Superliga

Na primeira rodada das semifinais da Superliga masculina, Fuvnic Taubaté (SP) e Sada Cruzeiro (MG) saíram na frente. Para abrir a vantagem de 2 jogos a 0 na série melhor de cinco, as duas equipes seguem em intensa preparação, assim como Sesi-SP e Vôlei Brasil Kirin (SP), que buscam a vitória para deixar a série empatada.

Os primeiros a medirem forças nesta semana serão Brasil Kirin e Sada, que entram em quadra nesta quinta-feira, às 22h, com transmissão ao vivo da RedeTV e do SporTV. Em casa, o capitão do time paulista, Rivaldo, espera contar, mais uma vez, com a ajuda da torcida para conseguir a vitória.

- Nossa torcida sempre nos apoiou e agora não será diferente. Em um primeiro momento, aproveitamos para descansar, agora estamos estudando o que conseguimos executar bem no primeiro jogo, que foi a pressão no saque. Temos que manter essa regularidade. Estamos nas semifinais, onde todos os times gostariam de estar, e estamos aproveitando ao máximo, com trabalho intenso, já que agora não dá para tirar o pé.

O objetivo do Sada Cruzeiro é exatamente o mesmo: vencer o segundo confronto. Só que, para a equipe mineira, o bom resultado a coloca mais próxima da final. Por isso, o capitão William afirma que seu time vem se dedicando aos treinamentos físicos e técnicos.

- A preparação está sendo a mesma. Nosso time sempre chega bem nesta fase, ainda misturando um pouco a parte física com a técnica, usando a musculação ainda para ganhar um pouco de força, mas o time está bem.

A outra série terá seu segundo jogo realizado neste sábado, às 21h30, no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano do Sul (SP), com transmissão ao vivo do SporTV. Segundo o capitão do Sesi-SP, Murilo, estar diante dos torcedores é muito importante.

- Estamos encarando uma semifinal difícil, mas vamos tentar fazer o dever de casa. O Lauro Gomes vai ser nossa casa neste momento e precisamos jogar bem diante da nossa torcida e tentar empatar a série - destacou o ponteiro Murilo.

Como o ginásio da Vila Leopoldina não suporta a capacidade mínima exigida para esta fase da competição, o time paulista migrou para o Lauro Gomes, em São Caetano.

O capitão do Funvic Taubaté, Raphael, afirma que sua equipe está se preparando para conseguir a vitória na segunda rodada e abrir uma boa vantagem nas semifinais.

- Estamos fazendo uma preparação intensa. Conseguimos uma boa vitória no primeiro jogo, importante, claro, mas que não facilita em nada a nossa vida. Respeitamos muito o Sesi-SP, sabemos que o jogo lá vai ser muito difícil, mas estamos focados para conseguir mais uma vitória. Estamos muito motivados e queremos dar mais um passo rumo a tão sonhada classificação para a final.

Na primeira rodada, em casa, o Sada Cruzeiro venceu o Vôlei Brasil Kirin por 3 sets a 1, enquanto também em seus domínios, o Funvic Taubaté levou a melhor sobre o Sesi-SP por 3 a 0.

Clássico paulista passou das quatro linhas

Marcado por uma grande rivalidade e nervos exaltados, o primeiro jogo entre Sesi-SP e Funvic Taubaté, realizado na última quinta-feira foi parar na Confederação Brasileira de Vôlei (CVB). No dia seguinte à partida, a diretoria do Taubaté pediu a suspensão imediata do atleta do Rafael Martins, do time da capital, por ofensa racista ao atleta Ricardo Lucarelli.

'A Funvic Taubaté comunica que pediu a CBV à suspensão automática do atleta Rafael Martins de Almeida, da equipe do Sesi-SP, devido a ofensa racial contra o atleta Ricardo Lucarelli Santos de Souza, na partida da última quinta-feira (06 de abril), pela Superliga Masculina. O atleta da Funvic Taubaté não irá se pronunciar sobre o assunto. Aproveitamos para salientar que a Funvic Taubaté repudia toda e qualquer manifestação de cunho racial.'

O Sesi, em sua página do Facebook, respondeu à postagem, pedindo para que fosse evitada uma condenação antecipada.

'O Sesi-SP abomina qualquer tipo de atitude discriminatória. A entidade vai apurar o caso, para chegar à verdade dos fatos. Se tiver havido qualquer ato racista, ele será punido com o rigor devido. Mas é preciso evitar condenação antecipada.'

No último sábado, Lucarelli comentou sobre o ocorrido, também através das redes sociais.































E MAIS: