Equipe de Lula para o esporte cancela reunião por 'notícia chocante' de morte de Isabel

***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 05.08.2016 - A ex-jogadora de vôlei e vôlei de praia Isabel Salgado conduz a tocha olímpica no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. (Foto: Mauro Pimentel/Folhapress)
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 05.08.2016 - A ex-jogadora de vôlei e vôlei de praia Isabel Salgado conduz a tocha olímpica no Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. (Foto: Mauro Pimentel/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito de Araraquara, Edinho Silva, cancelou a reunião que faria na quinta (17) com integrantes da equipe de transição do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele coordena o grupo do esporte, que tinha entre seus integrantes a jogadora de vôlei Isabel Salgado, a Isabel do Vôlei. Edinho já comunicou ao presidente Lula a morte da ex-jogadora, que foi acometida pela Síndrome Aguda Respiratória do Adulto (SARA).

Ele afirma que a notícia "é chocante" e que conversou com ela na semana passada para convidá-la a fazer parte do grupo.

"Telefonei para a Isabel na semana passada. Ela acordava muito cedo e nós conversamos logo pela manhã, por mais de 40 minutos. Ela estava muito feliz, querendo participar", afirma o prefeito.

"Ela me disse: 'Edinho, eu não quero discutir o esporte de alto rendimento, o esporte de competição. Já tem muita gente discutindo isso no Brasil. O que eu quero é discutir o esporte como um instrumento de inclusão social'", relembra o coordenador de Lula.

"Ela então passou a me relatar o trabalho social que faz em comunidades do Rio de janeiro. Contou como o esporte pode mudar a vida das pessoas, por meio da inclusão. Ela falou muito disso e era isso que queria debater na transição", segue ele.

O petista afirma ainda que disse a Isabel como ela sempre foi uma referência para "a geração que acreditou no esporte".

"Ela sempre foi autêntica, tinha opiniões firmes. Foi a primeira mulher a jogar vôlei grávida [entre as profissionais]. E aliava tudo isso ao fato de ser uma tremenda atleta", diz ainda Edinho Silva.