Goiás derrota Botafogo e mantém esperança de fugir do Z4

Vinícius Faustini
·3 minuto de leitura

O sonho de ficar na elite do Brasileiro continua a fazer parte do Goiás. Sem atravessar o ritmo, o Esmeraldino contou com gols de Rafael Moura e Fernandão para garantir a vitória por 2 a 0 sobre o já rebaixado Botafogo na tarde deste sábado, no Estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia, em jogo válido pela trigésima-sexta rodada do Brasileiro.

Com o triunfo, a equipe chega a 36 pontos e pressiona Vasco e Bahia (ambos estão com 37 pontos e na briga para fugir da zona de rebaixamento). O Alvinegro, sem evolução, continua estacionado nos 24 pontos.

Os goianos encara o RB Bragantino no próximo domingo, dia 21, às 20h30. Já os comandados de Lúcio Flávio entram em campo no dia seguinte, no Nilton Santos, para medir forças com o São Paulo, às 20h.

Leia também:

ABRIU ALAS PARA O HE-MAN PASSAR...

A formação com três zagueiros proposta pelo técnico Lúcio Flávio não demorou a sucumbir diante de um Goiás mais impetuoso. Diego Loureiro se atirou para evitar conclusão traiçoeira de Shaylon e cabeçada de Fernandão. Contudo, aos sete, o camisa 1 não teve o que fazer. Vinícius cruzou com liberdade pela esquerda. Rafael Moura subiu mais do que Marcelo Benevenuto e cabeceou no canto: 1 a 0.

VAI, COM JEITO, VAI!

Mesmo em vantagem, o Esmeraldino continuou a envolver a equipe de Lúcio Flávio e apostar em investidas com Vinícius e Shaylon. Em nova jogada aérea, Fernandão cabeceou, mas Diego Loureiro foi firme.

O Alvinegro ensaiou uma reação ao apostar na velocidade, mas encontrava dificuldades para acionar Rafael Navarro. Na melhor oportunidade, Matheus Nascimento se desvencilhou da marcação e encontrou Hugo, mas o lateral finalizou para fora. Só que em seguida, o Goiás trouxe calafrios para a defesa do Botafogo. Shaylon abriu caminho pela direita.

NOVO RITMO?

O Botafogo voltou do intervalo de maneira promissora. Lançado no lugar de Kayke, Luiz Otávio avançou pela esquerda e rolou para Caio Alexandre, mas o camisa 19 foi travado por Henrique. Em seguida, Caio tentou outra finalização, só que a bola foi para as nuvens.

GOIÁS DÁ NOVO ENREDO À BRIGA CONTRA O Z4

Só que a defesa do Alvinegro continuava a dar brechas. Rafael Moura surgiu livre na direita e obrigou Diego Loureiro a fazer a defesa. O Goiás encaminhou sua vitória aos 18. Rafael Moura encontrou Shaylon sozinho na direita e lançou. O camisa 17 fez cruzamento preciso e Fernandão subiu mais do que a zaga para ampliar.

TRISTEZA ALVINEGRA NÃO TEM FIM?

Enquanto os donos da casa meramente administravam a partida, o Botafogo se desdobrava para ir à frente. No entanto, por mais que Lúcio Flávio tentasse promover mudanças ofensivas, a equipe era atabalhoada e pouco ofensiva. O cenário ficou amargo aos 37 minutos. O árbitro deu vermelho direto para o Kanu pelo carrinho que o zagueiro deu em Fernandão. Enquanto o clima de ressaca continua a assolar o Botafogo, a expectativa por poder celebrar a permanência na elite ao fim do Brasileiro ficou ainda mais latente no Goiás.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 2x0 BOTAFOGO


Data-Hora: 13/02/2021, às 17h
Estádio: Estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO)
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Cartões amarelos: Breno, Miguel Figueira (GOI), Sousa, Kayke, Kevin e Caio Alexandre (BOT).

Cartão vermelho: Kanu (BOT).

Gols: Rafael Moura, 7/1T (1-0) e Fernandão, 18/2T (2-0)

GOIÁS: Marcelo Rangel; Shaylon, Fábio Sanches, Heron e Jefferson; Breno (Ariel Cabral, 46/2T), Henrique Lordelo e Miguel Figueira (Iago Mendonça, 13/2T); Fernandão (Índio, 38/2T), Rafael Moura (Douglas Baggio, 46/2T) e Vinícius (Daniel Oliveira, 39/2T). Técnico: Glauber Ramos

BOTAFOGO: Diego Loureiro; Marcelo Benevenuto, Kanu e Sousa; Kevin, Kayke (Luiz Otávio, intervalo), Caio Alexandre, Cesinha (Warley, intervalo) e Hugo (Matheus Babi, 20/2T); Matheus Nascimento (Bruno Nazário, 30/2T) e Rafael Navarro. Técnico: Lúcio Flávio