Entrevista à AFP em 2019 marcou encontro de gerações entre Pelé e Mbappé

Estamos em 2 de abril de 2019 e diante de um encontro histórico: poucos meses depois de se consagrar campeão com a França na Copa da Rússia-2018, Mbappé teve a oportunidade de se encontrar em Paris, durante um evento comercial, com Pelé, o Rei do futebol.

A precocidade de Mbappé já tinha lhe valido inúmeras comparações com Pelé e a AFP pôde, então, fazer uma entrevista cruzada com ambos, em um ambiente repleto de sorrisos cúmplices e demonstrações de afeto, como enfatizou na época o jornalista Yassine Khiri.

Depois daquele encontro, a relação entre os dois não se desfez e Pelé, de seu leito no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, dedicou algumas palavras ao "querido amigo" no dia 18 de dezembro, após a derrota da França para a Argentina na final da Copa do Mundo do Catar-2022.

Na quinta-feira, Mbappé fez uma homenagem ao amigo falecido: "O rei do futebol nos deixou, mas seu legado nunca será esquecido. Descanse em paz, rei".

Por ocasião da morte de Pelé na quinta-feira, a AFP retransmite agora aquela entrevista cruzada, realizada em um hotel parisiense:

Pergunta: Inicialmente programado para novembro de 2018, o encontro de vocês finalmente foi realizado. Como aconteceu?

PELÉ: "Tudo correu bem, foi muito agradável. Foi tão rápido! Mas eu tive um bom professor do meu lado (ele se vira na direção de Kylian Mbappé). Ele me ajudou em tudo (risos)!"

P: Kylian, você imaginou que um dia isso seria possível em um de seus sonhos?

MBAPPÉ : "Não, porque para mim, mesmo quando eu era pequeno, eu dizia a mim mesmo que isso seria impossível! Eu nunca imaginei encontrá-lo. O futebol me deu tantas oportunidades de realizar meus sonhos, mesmo aqueles que eu não tinha ou que eu considerava irrealizáveis. Esse encontro faz parte, estou muito orgulhoso e muito feliz".

- O Novo Pelé -

Pergunta: O 'Rei' diz que você é "o novo Pelé". O que representa para você essa passagem de bastão?

MBAPPE: "Você sabe, assim como eu, que só existe um Rei e ele está aqui. Eu sou apenas o Kylian. Tento fazer o máximo para ajudar minha equipe, minha seleção. As comparações são lisonjeiras, mas sei muito bem que jamais conseguirei fazer o que ele conseguiu".

P: Pelé, você deu alguns conselhos a Kylian para que ele consiga ter a mesma carreira profissional que a sua?

PELÉ: "Ele não precisa. Eu só disse a ele que ele precisa ser um bom garoto, uma pessoa bondosa. Mas principalmente que fique tranquilo (risos)."

P: Kylian, se Pelé é considerado o melhor jogador da História, você acha possível você se tornar o melhor jogador do século 21?

MBAPPÉ: "(Suspira) Sabe, quando o Pelé jogava, ele não dizia a si mesmo que queria ser o melhor jogador da História. Ele queria jogar com prazer, ajudar sua seleção e seu clube, como ele fez. O que eu quero é ajudar o Paris Saint-Germain, a seleção francesa e aí são os outros, acho, que vão dizer que você é o melhor. Todo mundo diz que ele é o melhor, mas quando a gente é, não precisa falar. Não é um objetivo para mim".

Pergunta: Pelé, o que falta ao Kylian para que ele se torne o novo 'Rei'?

PELÉ : "Tudo vai depender do número de gols que ele vai marcar! (ele fala com Mbappé em inglês) Quantos você já fez?"

MBAPPE: "Noventa e dois" (Obs: era o número de então. Em 30 de dezembro de 2022, o francês ultrapassou os 250 gols em jogos oficiais, segundo estatísticas da Opta Sports, empresa de dados esportivos)”.

PELÉ: "Então falta muito ainda (risos)! As pessoas têm tendência a dizer que os gols são o mais importante -- eu agradeço a Deus por ter marcado vários na minha carreira -- mas é preciso saber que nós (os atacantes) precisamos estar bem acompanhados. Você não consegue marcar gols sozinho, você precisa ter bons companheiros. É muito importante".

Pergunta: Ele pode um dia atingir, assim como você, a marca de 1000 gols antes do fim da carreira profissional?

PELÉ: "Eu espero! Para mim, é possível!"

- Futuro Bola de Ouro? -

Pergunta: Kylian, já vimos você contar os gols em um treino em uma foto publicada em suas redes sociais. Alcançar essa marca é um objetivo ?

MBAPPÉ: "Eu acho que mesmo se a gente contar os gols marcados no treino ou no PlayStation, eu não vou conseguir atingir a marca dos 1000 gols! Está muito longe... Vou tentar me aproximar o melhor que eu puder, mas acho que ainda vou ficar longe no final da minha carreira".

Pergunta: Para conseguir isso, Kylian precisa marcar a história de um clube como Lionel Messi fez no Barcelona ou ter uma carreira como Cristiano Ronaldo brilhando em vários clubes diferentes?

PELÉ: "O futebol atual é um pouco diferente daquele que eu conheci. Depende do dinheiro que vai ser oferecido a ele, ele precisa viver (risos)! É a grande diferença hoje. Para ele, seria melhor jogar sempre no mesmo clube porque ele gosta de sua equipe, mas ele também precisa cuidar de sua vida no futuro. Os jogadores de futebol têm uma carreira muito curta, então depois eles têm que pensar em viver. É importante pensar nisso".

Pergunta: Em 2018, Mbappé quase ganhou a Bola de Ouro. Em 2019, pode ser que seja mais difícil por causa da Liga dos Campeões... Será que em 2020 ele pode faturar tudo?

PELÉ: "Tem que perguntar a Deus! Ele tem as qualidades para conseguir, mas depende dele, de muitos parâmetros também. É difícil prever o que vai acontecer amanhã".

MBAPPÉ: "Ele tem razão. Não há mais nada a dizer!".

yk/pgr/gk/psr-dr/dam/aam/mvv