Entre expectativa e controvérsia, Bruno tem nova chance no futebol

Vinícius Faustini
LANCE!


A nova chance para Bruno retomar sua carreira causou impacto no futebol brasileiro. Após, nesta semana, o Rio Branco anunciar o goleiro como sua grande novidade para a sequência do Campeonato Acreano, o mandatário do Estrelão, Valdemar Neto, conta os dias para que a chegada do camisa 1.

- Eu já decidi anunciar logo no domingo passado para não pegar ninguém de surpresa. Tínhamos chegado a um acordo e, agora, esperamos que o Bruno chegue até esta sexta-feira aqui no Acre. Ainda não definimos quando vai ser a apresentação oficial - detalhou, ao LANCE!.

O anúncio feito por Valdemar Neto culminou em reações de todos os lados. A Rede Arasuper decidiu não patrocinar mais o Rio Branco. Em nota oficial, a rede de supermercados afirmou que "o apoio era de fundamental importância para o trabalho realizado junto a jovens e crianças nas categorias de base, que serão duramente penalizados" e, inclusive, destacou não ter interferência nas decisões tomadas pela diretoria do clube acreano.

O dirigente do clube alvirrubro falou sobre o fim do vínculo.

- O patrocinador nos ajudava nas categorias de base. O Rio Branco tem um projeto social para crianças. A parceria com a rede de supermercados não chegou a afetar a equipe profissional - disse e, em seguida, assegurou dar condições para o Rio Branco seguir firme:

- Temos vida própria. Contamos com toda uma estrutura para arcar com a nossa folha de pagamento, que é alta para os padrões daqui do Acre. O acordo com o Bruno, inclusive, foi feito graças a uma parceria com uma empresa do Rio de Janeiro - complementou.










Neto falou sobre as queixas dos torcedores quanto à contratação do goleiro, que cumpre pena em regime semiaberto pelo homicídio da modelo Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado de seu filho Bruninho.

- Está bastante dividido, a gente percebe pelas enquetes de sites. Muitos têm apoiado, mas vemos especialmente as mulheres se manifestando contra a chegada dele. Já era esperado este tipo de reação - disse.

Outra crítica ficou evidenciada na terça-feira passada. A técnica Rose Costa anunciou sua saída do comando da equipe feminina do Rio Branco. Segundo Rose, mesmo entendendo que o Estrelão tinha "a oportunidade da contratação do goleiro Bruno, bem como, ainda sua "boa" intenção em tornar a equipe competitiva e forte", sua história e crenças a impediram de permanecer no clube.

Valdemar Neto, porém, nega que a treinadora tenha vínculo com o Estrelão. Segundo o mandatário, havia apenas um projeto apalavrado para que o clube ganhasse uma equipe feminina.

- Ela era uma técnica de futebol de salão daqui no Acre e me apresentou um projeto para o Rio Branco ter uma equipe feminina. Na época achei bom, interessante. Mas a gente ainda ia se reunir para decidir o que fazer. A pandemia veio e a negociação ficou suspensa. Agora me surpreende o que ela falou - declarou.

O mandatário evita fazer julgamentos sobre as questões judiciais em torno de Bruno.

- As leis estão aí para serem cumpridas. Tem gente, inclusive deputada federal, invadindo nossas redes sociais para falar de feminicídio. Não adianta crucificar para sempre uma pessoa, nem ficar fazendo campanha contra. Caso ache errada uma decisão, vá lá e mude a lei! - declarou.

A MUDANÇA DE ARES














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio
Goleiro Bruno
Goleiro Bruno

'A única exigência que ele fez foi de receber os salários em dia', diz dirigente (AFP)

Foram três meses de espera até a confirmação de Bruno como reforço do Rio Branco. A cúpula do clube contou com uma empresa do Rio de Janeiro para selar o acordo. O mandatário Valdemar Neto contou que o goleiro só fez uma exigência.

- Ele pediu o pagamento de salários em dia. Como o clube é da região Norte, disputa a Série D, acredito que tenha ficado desconfiado - disse.

A mudança de Bruno para a capital acreana já foi comunicada à Justiça. Advogada do goleiro, Mariana Migliorini detalhou.

- Ele tem um salvo-conduto de 30 dias para estabelecer qual será o domicílio. Ficará no apartamento ou nas instalações do clube, mas já tem um lugar para residir e realizar seus treinamentos - disse.

Segundo Valdemar Neto, o Estrelão já definiu o local no qual Bruno residirá.

- Ele ficará no alojamento do clube. Por mais que tenha um renome, o tratamos da mesma forma que o restante do elenco - garantiu.

ESPERANÇA NA META E TÉCNICO PORTUGUÊS: SEU FUTURO NO ESTRELÃO











Goleiro Bruno
Goleiro Bruno

Bruno é um dos jogadores que virão na reformulação do elenco para o segundo turno do Acreano (AFP)

Em sua volta aos gramados, Bruno tende a encarar um forte desafio no Rio Branco. O goleiro desembarcará em uma equipe que foi completamente reformulada para a disputa do segundo turno do Campeonato Acreano.

- Ficaram apenas seis jogadores que disputaram o primeiro turno. Além de ser um ano atípico, ficamos no "grupo da morte" e acabamos não conseguindo nos classificar para a semifinal. Neste segundo turno, precisamos ter uma equipe boa, ainda mais por ser competição de "tiro curto" - declarou o mandatário do clube.

O goleiro Ferrari, o zagueiro Bené, os volantes Salatiel e William, os meias Gui Campana, Magno e Cassiano são os remanescentes do primeiro turno.

Valdemar Neto apostou em uma "cartada" ousada. O português João Mota comandará a equipe. O estilo do técnico, que estava à frente do sub-20 da Arábia Saudita e iniciará sua segunda passagem no Rio Branco, é visto com bons olhos por Valdemar Neto.

- Ele trabalha com três zagueiros, joga muito com a bola no pé. O treino é reduzido... Pode ajudar muito a gente - afirmou.

A grande esperança em torno de Bruno tem a ver com uma frustração recente do Estrelão no cenário nacional.

- No ano passado, estávamos ganhando um jogo com o Bahia pela Copa do Brasil e tomamos dois gols (no empate em 2 a 2) devido a dois erros do goleiro. Se tivéssemos um cara do porte do Bruno, conseguiríamos a premiação pela classificação - diz com veemência o dirigente.

O mandatário demonstra confiança em relação à boa forma do goleiro.

- Tenho acompanhado a rotina dele. Está trabalhando na Região dos Lagos, com preparador físico e preparador de goleiros. Vem mandando os vídeos para a gente. Ter um goleiro como ele, que já foi campeão brasileiro, que tem qualidade, será muito bom para nós - frisou.

O Campeonato Acreano ainda não tem data para ser retomado. Na última terça-feira, o governo do Acre flexibilizou o decreto e permitiu que os clubes voltassem a treinar. A competição foi paralisada em 17 de março, dia no qual o Galvez foi campeão do primeiro turno ao golear por 4 a 0 o Atlético.

Como as partidas tendem a ser realizadas com portões fechados, os torcedores terão apenas o aplicativo MyCujoo para acompanhar a sequência do Campeonato Estadual.

O CICLO DE BRUNO NO FUTEBOL APÓS A CONDENAÇÃO





















Goleiro Bruno - Poços de Caldas FC
Goleiro Bruno - Poços de Caldas FC

Poços de Caldas foi um dos clubes com os quais Bruno acertou (Divulgação/Poços de Caldas FC)

O ‘caso Bruno’

O goleiro foi condenado inicialmente a 22 anos e três meses de prisão por homicídio triplamente qualificado, em virtude da morte e ocultação de cadáver de sua ex-namorada, Eliza Samudio, e pelo sequestro e cárcere privado de seu filho Bruninho, ocorridos em 2010. Em 2017, a pena foi reduzida para 20 anos e nove meses.

......................

Montes Claros

Ainda em reclusão, o goleiro assinou em 2014 contrato de cinco anos com o Montes Claros, clube do interior mineiro. Mas não chegou a vestir a camisa do Bicho.
......................

Boa Esporte

Após receber um habeas corpus concedido pelo STF, o goleiro aceitou a proposta de defender o Boa Esporte na edição de 2017 do Módulo 2 do Campeonato Mineiro. Sua chegada ao clube de Varginha causou a debandada de patrocinadores, críticas de torcedores e a página oficial do clube foi alvo de “hackers” que questionaram a contratação. O goleiro atuou em cinco partidas (foram duas vitórias, dois empates e uma derrota) e sofreu quatro gols. O habeas corpus foi revogado alguns meses depois, mas ele teve permissão para dar aulas fora da cadeia.
......................

Poços de Caldas

Em 27 de agosto de 2019, Bruno foi anunciado como reforço do Poços de Caldas, clube da Terceirona mineira. Porém, após atuar 45 minutos em um amistoso, o contrato foi rescindido. O goleiro, que não chegou a fazer jogos oficiais pelo Vulcão, se queixou de atrasos salariais.

......................

Outras idas e vindas


No início do ano, o Fluminense de Feira de Santana chegou a acenar com a possibilidade de contratar o goleiro. Contudo, diante da repercussão negativa, o mandatário Weverton Carneiro desistiu de seguir com as negociações. Em seguida, o Operário-VG selou acordo com Bruno, que chegou a conseguir aval para morar no Mato Grosso. Só que os protestos de torcedores e a oposição nas redes sociais fizeram a equipe também desistir. Barbalha-CE e São Mateus-ES foram outros clubes que acenaram com a possibilidade de contratar o goleiro, mas ambos não levaram a negociação à frente também em virtude do impacto causado pelo nome do camisa 1.



















Leia também