Entre cuidado e luta para ganhar fôlego, Flu volta aos treinos


O cuidado e a luta para se recuperar depois de 96 dias de inatividade marcaram a volta do Fluminense à rotina de treinos com bola. Na manhã desta sexta-feira, no Centro de Treinamento Carlos Castilho, os jogadores passaram por uma preparação meticulosa até entrarem em campo com o máximo de precaução diante da COVID-19.

Além de atletas serem divididos em dois grupos, o CT estava equipado com frascos de álcool em gel e tanto funcionários quanto comissão técnica utilizaram máscaras.

Outro cuidado foi com a rotina dos jogadores, que chegaram e saíram do local uniformizados e receberam tênis e chuteiras da rouparia.

O zagueiro Nino não escondeu que a cautela deu tranquilidade ao elenco do Tricolor das Laranjeiras.

- A gente estava com muita saudade desse ambiente de treinamento, de voltar a campo e dos nossos companheiros. Com os devidos cuidados, fico feliz que o Fluminense está cuidando muito bem da gente e da nossa família também - afirmou.

O defensor destacou que o momento é da equipe retomar seu ritmo de jogo o mais rápido possível.

- É claro que é necessária uma adaptação, mas os detalhes são mínimos. O mais importante é estar de volta ao campo, aos treinos com bola e ganhar ritmo de novo. A gente se adapta ao que for necessário para que a nossa saúde fique em primeiro lugar - disse.

Consta na tabela do Campeonato Carioca que o Fluminense retorne diante do Volta Redonda, na próxima segunda-feira. No entanto, após uma derrota no TJD-RJ. o clube entrou com um pedido no STJD solicitando o adiamento da partida. Às 18h, haverá uma sessão de mediação para tentar um consenso entre as partes.














Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também