Entidade discute mudança na regra do tempo de jogo do futebol

Tempo perdido nos jogos de futebol será tema de discussão nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)


O International Football Association Board (IFAB), órgão que regula as regras do futebol, realizará sua reunião anual nesta quarta-feira e algumas mudanças serão discutidas. Uma das pautas em mesa será a questão do tempo de jogo, uma vez que há uma insatisfação com os minutos perdidos ao longo das partidas, segundo o "The Times".

A substituição do relógio corrido para o relógio parado, como acontece em jogos de basquete quando a bola sai de quadra, é uma das propostas revolucionárias que serão debatidas neste encontro. Embora uma mudança pareça utópica, a entidade está aberta a tocar neste assunto que é motivo de preocupação.

+ Chelsea bate recorde: saiba os 10 clubes que mais gastaram em uma só temporada

Presidente da Comissão de Arbitragem da Fifa, Pierluigi Collina afirmou durante a Copa do Mundo que o tempo de jogo perdido era motivo de preocupação para os responsáveis do futebol. No torneio, a solução foi prolongar os minutos com acréscimos longos que chegaram a ultrapassar os 10 minutos em alguns confrontos.

Antigo vice-presidente do Arsenal, David Dein é um dos idealizadores da proposta de parar o tempo de jogo. Em entrevista ao "The Times", o inglês explicou como seria sua solução para esse tema específico.

- Não digo que se deva parar o relógio cada vez que a bola saia, mas para aquelas incidências mais demoradas, como celebração de gols, substituições, pênaltis, lesões e o VAR.

O IFAB é composto pelas quatro associações britânicas, sendo que cada uma possui um voto, e a Fifa, que tem quatro votos. Qualquer proposta na alteração da regra do jogo precisa de seis votos favoráveis para que ela seja aprovada.