Entenda por que o Corinthians ficou mais próximo de Renato Augusto do que de Paulinho

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


O Corinthians, por meio de seu presidente Duilio Monteiro Alves, admitiu o interesse na contratação de dois ídolos da história recente do clube: Renato Augusto e Paulinho. No entanto, apenas um deles tem maiores chances de reforçar o elenco, que é o caso do meia, já o volante deve retornar em outro momento. A questão central para isso é o objetivo de carreira de cada um.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Jemerson e Otero dão adeus! Veja quem já deixou o Corinthians em 2021

Com histórico vitorioso e muita identificação com o Timão, a dupla está há muitas temporadas longe do clube e a torcida sempre sonhou com esses retorno. Agora, neste segundo semestre de 2021, isso parece mais perto do que nunca, uma vez que um deles está livre no mercado e outro está em vias de rescindir seu contrato. Ambos estavam jogando no futebol chinês.

Essa oportunidade de mercado, porém, não significa facilidade de negociação, pois elas aparecem em um momento em que o clube sofre com uma crise financeira, o que dificulta qualquer engenharia financeira que possa ser desenvolvida e evita que se possa pensar nos dois ao mesmo tempo. Apesar de enxugado R$ 4,5 milhões da folha salarial, isso não libera a "gastança".

O clube ainda não fez proposta e ainda não teve acesso aos valores que a dupla aceitaria para voltar ao futebol brasileiro, mas sabe que teria que equiparar ou extrapolar o teto, que e determinado por salários como os de Cássio e Fagner, expoentes corintianos. Mesmo assim, a quantia estaria bem longe do que ganhavam na China, algo inalcançável por qualquer equipe do Brasil.

Renato Augusto, por sua vez, já sinalizou que vê com bons olhos um retorno e deixa a diretoria otimista quanto a uma adequação salarial à realidade do Timão. O sonho de voltar para a Seleção Brasileira e disputar a Copa de 2022 falam alto para o meia, que tem sondagens da Europa e do Oriente Médio, mas estaria disposto a priorizar o projeto esportivo neste momento da carreira.

No caso de Paulinho, a situação é diferente, uma vez que, segundo apurou o LANCE!, sua prioridade ainda é ter mais uma experiência fora do país, de preferência na Europa. Por lá ele desperta o interesse de clubes turcos, que já teriam oferecido valores interessantes e agradaram ao volante. Com essa concorrência, o Corinthians acredita ser praticamente impossível sua volta.

Aliado a esses fatores citados acima, o Alvinegro viu um concorrente direto pela contratação de Renato Augusto sair da jogada. o Flamengo, e vai focar seus esforços em repatriar o meia, que ainda precisa definir sua rescisão com o Beijing Guoan para que o negócio possa avançar e os valores sejam tratados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos