Entenda o que é e como prevenir o linfoma de Hodgkin, câncer vencido por Caio Ribeiro

·2 minuto de leitura


Um mês depois de anunciar o tratamento contra o linfoma de Hodgkin, Caio Ribeiro está curado do câncer. Ontem, o ex-jogador e comentarista do Grupo Globo publicou um vídeo no Instagram versando sobre a recuperação. Antes, Caio já havia comentado sobre o 'Dia D', data em que realizaria uma bateria de exames para verificar o estágio da doença. Mas o que é o linfoma de Hodgkin?

Para entender detalhes, o L! conversou com a oncologista Sabina Aleixo. A especialista esclareceu a importância do tratamento durante a fase inicial - como no caso de Caio Ribeiro - e explicou como o linfoma age no corpo.

O que é o linfoma de Hodgkin e como é feita a prevenção da doença e o tratamento?

Linfoma ou Doença de Hodgkin é um tipo de câncer que se origina no sistema linfático, conjunto composto por órgãos (linfonodos ou gânglios) e tecidos que produzem as células responsáveis pela imunidade e vasos que conduzem essas células através do corpo. Não há como fazer prevenção.

Ela atinge uma faixa etária especifica?

A doença pode ocorrer em qualquer faixa etária; porém é mais comum entre adolescentes e adultos jovens (15 a 29 anos), adultos (30 a 39 anos) e idosos (75 anos ou mais). Os homens têm maior propensão a desenvolver o Linfoma de Hodgkin do que as mulheres.

Qual a diferença para o linfoma não Hodgkin?

A principal diferença entre essas duas categorias de câncer linfático é o tipo de linfócito afetado. O linfoma de Hodgkin é marcado pela presença de células de Reed-Sternberg, que podemos identificar usando um microscópio. No linfoma não-Hodgkin, essas células não estão presentes. O linfoma não-Hodgkin pode surgir nos gânglios linfáticos em qualquer parte do corpo, enquanto o linfoma de Hodgkin geralmente começa na parte superior do corpo, como pescoço, tórax ou axilas.

O linfoma de Hodgkin é frequentemente diagnosticado em um estágio inicial e, portanto, é considerado um dos cânceres mais tratáveis e curáveis. O linfoma não-Hodgkin geralmente não é diagnosticado até que tenha atingido um estágio mais avançado.

O Caio Ribeiro descobriu o linfoma somente no pescoço e em estágio inicial. Isso facilitou o tratamento?

Sim, O tratamento do linfoma de Hodgkin depende do estágio do tumor e sua capacidade de disseminação pelo organismo. Ele descobriu na fase inicial tem maior chance de cura.

Qual a importância da visibilidade desse caso para prevenção da doença?

Para as pessoas conhecerem a doença, pois o diagnóstico fase inicial aumenta as chances de cura. Já o diagnóstico precoce desse tipo de câncer possibilita melhores resultados em seu tratamento e deve ser buscado com a investigação de sinais e sintomas como:

- Aparecimento de um ou mais caroços (ínguas) sob a pele, geralmente indolor, principalmente no pescoço, virilha ou axilas
- Febre e suores noturnos
- Cansaço e perda de peso sem motivo aparente
- Coceira na pele

*Estagiário, sob supervisão de Ricardo Guimarães.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos