Entenda a incrível odisseia de Bruno Senna nas 24 Horas de Le Mans virtual

Jose Carlos de Celis
motorsport.com

Muito foi falado sobre a vitória e o terceiro lugar que a Williams Rebellion conquistou nas 24 Horas virtuais de Le Mans, organizadas pela ACO, WEC e Motorsport Games. No entanto, há uma história pouco conhecida que destaca a dificuldade desse resultado.

Le Mans é uma corrida de sobrevivência, mas no caso de Williams, os problemas surgiram muito antes. Bruno Senna, piloto do WEC e sobrinho de Ayrton Senna, que estava disputando este evento com o carro #2, não tinha simulador para correr e o equipamento só chegou três dias antes da corrida.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Rebellion-Williams supera ByKolles e vence 24h de Le Mans virtualeNASCAR Heat Pro League chega ao pequeno oval de Iowa Ultimate Drift Games chega a Long Beach com possibilidade de definição de título

Seu compromisso era tal que ele seguiu as primeiras sessões de treinos do seu celular e, até o simulador chegar, ele precisou puxar informações de um tablet para seguir os dados de seu companheiros, para ter uma referência do carro na pista, entender a estratégia e como os pneus se comportariam.

Para o próximo passo, correr na pista no dia seguinte, ele teve que recorrer ao controle de Xbox, à moda antiga, com a dificuldade que isso implicava e com as enormes diferenças em relação à condução com volante e pedais.

Quando ele finalmente conseguiu usar o volante, o problema não estava resolvido. Faltava uma peça no equipamento recebido por Bruno. Mas mais uma vez, longe de desistir, o brasileiro resistiu à ideia de ficar de fora de Le Mans.

Se ele havia chegado tão longe, tinha que encontrar uma solução, e a que surgia era atraente - ele próprio fazer essa peça que faltava em uma impressora 3D. Ele teve que esperar 23 horas para imprimir em 3D, mas finalmente viu a luz no fim do túnel. Ele só conseguiu treinar 100% na quinta, sexta e sábado de manhã, ajudando seus companheiros de equipe a terminar em sexto.

Bruno Senna se diverte com 'tensão' de primeiros encontros com Piquet e Prost

PODCAST: O que a F1 deveria aprender com as demais categorias para melhorar?

Your browser does not support the audio element.

Leia também