Enquanto 2ª divisão espanhola não chega ao fim, mais quatro jogadores testam positivo para COVID-19

AFP
(arquivo) Jogadores do Deportivo La Coruña se abraçam no final de uma partida da liga espanhola contra o Barcelona em 29 de abril de 2018
(arquivo) Jogadores do Deportivo La Coruña se abraçam no final de uma partida da liga espanhola contra o Barcelona em 29 de abril de 2018

Pelo menos outros quatro casos positivos para COVID-19 foram diagnosticados no Fuenlabrada, clube da segunda divisão espanhola cuja última partida do campeonato, prevista para a segunda-feira passada contra o Deportivo La Coruña, foi suspensa, anunciou nesta quinta-feira o time de Madri.

De acordo com o jornal esportivo AS, os jogadores do Fuenlabrada, que estão confinados em um hotel em La Coruña (noroeste da Espanha) desde segunda-feira, passaram por dois testes nas últimas horas, um encomendado pelo LaLiga, organizadora do campeonato e o outro pela Xunta, o governo regional da Galícia.

A decisão de adiar a partida entre Deportivo e Fuenlabrada foi tomada pela LaLiga, a Federação e o Conselho Superior de Esportes (CSD, o órgão de governo), após a descoberta de vários casos positivos na equipe madrilena.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

No entanto, os outros confrontos da rodada foram disputados normalmente, o que gerou reclamações de vários clubes, que ameaçam recorrer à justiça por serem prejudicados pela decisão.

Este encontro, que foi adiado para 30 de julho, é decisivo na luta pelo rebaixamento e na luta para entrar no torneio (playoff) para obter uma das vagas para a primeira divisão.

Com os resultados dos outros jogos, o histórico Deportivo foi rebaixado para a terceira divisão, e o Elche tirou do Fuenlabrada o sexto lugar, última vaga para o playoff decisivo.

Agora, o Fuenlabrada entra em campo jogando por um empate para ir para o playoff, diante de um adversário desmotivado pela queda de divisão.

Leia também