De emprestado a artilheiro: Brenner fecha 2020 como o goleador do São Paulo no ano

LANCE!
·3 minuto de leitura


O São Paulo terminou o ano de 2020 com a maior média de gols por jogo desde 2006, além de ser líder isolado do Campeonato Brasileiro, com 56 pontos. Destaque do Tricolor paulista na temporada com 20 gols em 36 jogos e artilheiro do Brasil, ao lado de Diego Souza, Marinho e Thiago Galhardo, o atacante Brenner vive uma fase de superação na carreira. Entenda!

Com apenas 20 anos, Brenner atua pela equipe profissional do São Paulo desde 2017. O garoto de Cuiabá, Mato Grosso, revelação da base do clube, chegou em Cotia aos 11 anos e até precisou morar no CT da Barra Funda.

Na base, conquistou alguns títulos com o clube paulista, como o Campeonato Paulista Sub-17 (2016), em que terminou na artilharia da competição, e o Sul-Americano Sub-17 (2017). Brenner também chegou à Seleção Brasileira sub-17. Com a Amarelinha, faturou um Sul-Americano e um Mundial, ambos em 2017.

Já com a equipe de cima do São Paulo, fez sua estreia em julho de 2017, sob o comando de Rogério Ceni. Teve poucas chances com o ex-goleiro. Quando Doriva Jr. tornou-se treinador da equipe, Brenner fez algumas partidas como titular e terminou aquele ano com apenas 4 gols marcados pelo profissional.

Em 2018, em uma conversa com a diretoria do clube, recebeu um pedido para descer para a categoria sub-23 do São Paulo. O atacante recusou e não teve muitas oportunidades com o técnico Diego Aguirre e também fechou a temporada com 4 gols. Mesmo assim, renovou com o clube até 2022, em um contrato que fixava a multa rescisória para o exterior em 50 milhões de euros.

No entanto, após dois anos sendo pouco aproveitado, o jovem despertou um interesse em Fernando Diniz, comandante do Fluminense à época. Brenner foi emprestado para o clube carioca no final de maio de 2019, em uma troca envolvendo o jogador Marquinhos Calazans. Após seis meses nas Laranjeiras e uma passagem apagada - foram apenas seis partidas e nenhum gol - voltou ao São Paulo, a pedido do próprio Diniz, que já treinava o Time do Morumbi.

A mudança na carreira do jogador começou a tomar forma em 2020. Titular absoluto do time na temporada, Brenner se tornou artilheiro da equipe, com 20 gols marcados, nas 36 partidas que disputou no ano. Recentemente, portais europeus começaram a cotar o garoto em clubes do Velho Continente, como Ajax e Paris Saint-Germain.

Por enquanto, para algum time da Europa tirar Brenner do São Paulo será preciso desembolsar a quantia de 50 milhões de euros (aproximadamente R$ 320 milhões). A diretoria do Tricolor já mostrou interesse em aumentar o vínculo que vai até setembro de 2022. As conversas ainda não foram definidas.

O São Paulo entra em campo na próxima quarta-feira (6), para enfrentar o Bragantino, fora de casa, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com Brenner e companhia, os comandados de Diniz buscam aumentar a vantagem para o vice-líder Atlético-MG e seguir rumo ao heptacampeonato nacional.