Emprestado ao Moreirense, Yan destaca qualidade do futebol português e elogia Abel Ferreira

·3 minuto de leitura


Revelado no Palmeiras e um dos destaques na campanha do acesso do Sport à Série A do Brasileirão, em 2019, o atacante Yan atualmente vive sua segunda temporada emprestado ao Moreirense, clube da primeira divisão de Portugal. Essa não é a primeira experiência do jovem no velho continente, que já havia jogado no Estoril Praia, também de Portugal, em 2018.

Já adaptado ao futebol do velho continente, Yan destacou seu momento no país em entrevista EXCLSUIVA ao NOSSO PALESTRA, analisando a maturidade que ganhou com a experiência de atuar em uma competição europeia.

– Estou muito feliz aqui, já adaptado ao campeonato português! Creio que está sendo uma experiência muito importante para minha carreira, me vejo com muito mais experiência – declarou o jogador.

Com escola de futebol extremamente tática e de treinadores estudiosos, o atacante oriundo das categorias de base palestrina ainda analisou o bom momento que vive o português Abel Ferreira no futebol brasileiro. Para ele, o treinador conseguiu juntar a experiência tática tradicional de Portugal com a boa qualidade técnica dos jogadores brasileiros, realizando um trabalho vitorioso.

– Acredito que o futebol português se cobra muito mais taticamente que o futebol brasileiro! Aqui não basta só a qualidade técnica! Mas vejo também que o futebol brasileiro nos últimos anos tem evoluído muito nesse sentido, principalmente com a chegada de treinadores que cobram mais esse aspecto! E o Abel tem sido muito feliz, por ter conseguido conciliar a qualidade técnica dos jogadores brasileiros, com a experiência tática que ele adquiriu em Portugal – analisou.

Cria alviverde da geração 1998, o atacante chegou ao Palmeiras em 2017, vindo do Vitória, envolvido na negociação de Cleiton Xavier com o clube rubro-negro. O canhoto logo se destacou na base do Verdão e foi essencial para as conquistas do Brasileirão e do Campeonato Paulista Sub-20, ambas em 2018. Ainda em um contexto de pouca utilização das categorias de base na equipe profissional, Yan foi emprestado e nunca conseguiu atuar com a equipe principal do clube.

– Quando eu cheguei ao profissional do palmeiras, existia uma filosofia um pouco diferente. Se usava muito pouco jogadores da base e eram muito mais contratações de jogadores renomados! Hoje já se utiliza muito mais jogadores da base, mas isso graças aos que jogaram e deram resultado, então fico feliz pelos meus amigos que estão vivendo esse momento incrível do clube.

Questionado se ainda tem vontade de retornar e conseguir sequência com o time profissional, o jovem de 23 anos não escondeu o amor pelo clube, mas ressaltou o bom momento que vive em solo lusitano.

– Óbvio que jogar no Palmeiras é um sonho pra todo atleta, comigo não é diferente! Mas estou feliz e contente com meu momento aqui – destacou, pregando respeito ao Verdão e ao futebol de Portugal.

Acompanhando de longe os amigos que fez dentro do Palmeiras, o atleta revelou assistir sempre que possível as partidas do clube, embora muitas vezes a missão seja complicada por conta da diferença de fuso-horário entre as terras tupiniquins com a europeia.

Na atual temporada, Yan participou de todos os oito compromissos do clube pelo Campeonato Português, com um gol, uma assistência, duas grandes chances criadas e média de dois desarmes por jogo. Vestindo a camisa 17, divide o ataque com Felipe Pires, também ex-jogador do Palmeiras, e dono da camisa 10.

O Moreirense volta a campo no sábado (16) contra o Oriental Dragon, pela segunda fase da Taça de Portugal. Já o Palmeiras retorna aos gramados no próximo domingo (03) às 18h15 (horário de Brasília), no Allianz Parque diante do Juventude, pelo Campeonato Brasileiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos