Emprestado ao Inter, Marcelo Cirino nega 'recomeço' na carreira

MARINHO SALDANHA

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - Marcelo Cirino optou por trocar o Flamengo pelo Internacional por 'vários motivos'. Segundo ele, foram muitas as razões para deixar o clube do Rio de Janeiro. Apresentado pelo Internacional, ele disse que não considera a chegada a Porto Alegre um recomeço na carreira.

"No Flamengo, tive vários motivos [para a saída]. Se fosse citar todos, demoraria muito. Meu comprometimento sempre foi o mesmo e jogador tem disso. Dá certo ou não. Aqui tenho certeza que dará certo", disse.

Com 25 anos, Marcelo Cirino chegou por empréstimo de um ano. Estava no Flamengo cedido pelo Atlético-PR, clube com o qual tem contrato até dezembro de 2019. Ao fim do período, poderá permanecer no Internacional com nova negociação.

"Valorizamos a vontade do atleta de vir. O Cirino desde o primeiro momento demonstrou este desejo de jogar no Inter. De toda negociação que se desenvolveu, foi a primeira parte que conseguimos acertar. Num primeiro momento não realizamos a negociação por outros motivos, mas quando retomamos, o atleta fez o máximo possível para jogar no Internacional. Acreditamos muito nele, no potencial, na qualidade. Acompanhamos desde a base, foi muito bem no Atlético-PR, goleador no Flamengo em 2015. Tem qualidade, vive um momento bom na vida, foi pai. Esperamos que nos ajude junto aos demais, os que estão e os que chegaram, a fazer uma temporada vitoriosa para o Inter ser protagonista", afirmou o vice de futebol do Inter, Roberto Melo.

Depois de ir muito bem no clube paranaense e não ter o mesmo sucesso no carioca, Cirino questiona a chegada ao Internacional como recomeço. Segundo ele é uma sequência na carreira.

"Não sei se é um recomeço. Eu tive sequência no Flamengo. Joguei 99 jogos, fiz muitos gols. Não é bem um recomeço, uma continuidade. Muitos se acostumaram com o Cirino do Atlético-PR, mas no Flamengo não foi o mesmo em alguns momentos. Tenho certeza que vou trabalhar aqui para voltar a ser o jogador que todos viram um dia", explicou.

Em boas condições físicas, Cirino poderá atuar pelo Internacional pela primeira vez nos duelos contra o Palmeiras pela Copa do Brasil. Além de disputar as demais competições do restante do ano exceto o Gauchão.