Emprestado ao Audax pelo Palmeiras, Gabriel Leite quer 'mostrar serviço'

Com dois gols e duas assistências no Paulistão, atacante acredita que suas características podem se encaixar nos estilo de jogo adotado pelo técnico Eduardo Baptista

A partida deste sábado entre Palmeiras e Osasco Audax, às 16h, no Allianz Parque, terá uma importância a mais para o atacante Gabriel Leite, que veste a camisa do time visitante. Emprestado pelo alviverde, esta será a primeira vez, desde que assinou com o atual campeão brasileiro, que ele enfrentará o clube com o qual tem vínculo.

Embora o atual objetivo de Gabriel seja ajudar o Audax, lanterna na classificação geral do Paulistão, a se manter na elite do futebol paulista, ele não esconde que voltar ao Palmeiras é sua grande intenção do atacante após a competição estadual.

- A minha vontade sempre foi de permanecer no Palmeiras, mas acho os empréstimos para Criciúma e Audax me fizeram muito bem. Acompanhando esse time atual (do Palmeiras), acredito que teria condições de fazer parte do elenco e buscar meu espaço. Tenho características que casam com o que o professor Eduardo Baptista coloca em campo. Tenho velocidade e facilidade no drible, jogo pelos lados e pelo meio - afirmou.

Em 2014, quando ainda defendia o Paulista de Jundiaí, Gabriel Leite enfrentou o Palmeiras pela 13ª rodada do estadual.

- Aquele foi um jogo muito difícil, mas, individualmente, consegui ir muito bem. Inclusive, eu que sofri o pênalti em uma falta do Marcelo Oliveira. Naquela noite, pela boa atuação, eu consegui chamar a atenção de um grande clube como o Palmeiras e me transferi logo depois do campeonato - relembrou.

A campanha do Audax no estadual tem deixado a desejar se comparada com a temporada 2016, quando foi vice-campeão. Porém, individualmente, Gabriel Leite tem se destacado. No Paulistão deste ano, o jovem atacante marcou dois gols e deu duas assistências.

- Tenho feito um campeonato muito bom. Não só pelos gols e assistências, mas porque tenho criado bastante e feito boas partidas de uma maneira geral. Coletivamente, precisamos aproveitar melhor as chances criadas e não tomar mais gols. Acertando esse equilíbrio conseguiremos nos manter na elite - analisou.

O contrato de Gabriel Leite com o Audax se encerra ao fim do Paulistão, quando ele retornará ao Palmeiras, clube com o qual tem vínculo até abril de 2019.













E MAIS: