Empresa turca será responsável pela reforma do estádio do Barcelona

Novo Camp Nou deve ser inaugurado em 2026 (Divulgação/Barcelona)


O Camp Nou ganhará uma nova cara nos próximos anos e já tem data para não ser, por um tempo, a casa do Barcelona. O clube catalão informou nesta segunda-feira, que o conselho administrativo aprovou que a empresa turca de construção, Limak, seja a encarregada por gerir a remodelação do estádio dos culés, que começará em junho.

O Barcelona, neste período, jogará só por uma temporada no Estádio Olímpico Lluis Copanys, no bairro de Montjuic, antes mesmo de voltar para sua casa, que só terá as obras concluídas no ano de 2026. A porta-voz do clube, Elena Fort falou sobre os pormenores do acordo e destacou que o estado atual do terreno limita as receitas e revelou que o acordo com a Limak Construções tem sido unânime. Ela também disse que a empresa é uma referência mundial no tipo de construção.


A Limak ficará responsável pela remodelação do Camp Nou, porém, ainda não foi definida a empresa que vai gerir as obras no complexo esportivo no entorno do estádio: o Espai Barça. O custo das reformas de toda a área é de 1,5 bilhão de euros, sendo 900 milhões só no estádio principal. Outros 420 milhões são direcionados ao ginásio, 100 para o campus e 20 para o Estádio Johan Cruyff, que é a casa das equipes de base e futebol feminino.

+ Confira as novidades do mercado no vaivém do L!

O projeto foi aprovado em 2014 e a conclusão de todas as obras está prevista para 2026. O Estádio Johan Cruyff é a única instalação operativa aprovada e concluída.