Empresa de pagamentos diz que US$ 2 bi perdidos “não existem”

Yahoo Finanças
Ações da Wirecard voltaram a cair nesta segunda-feira (22) após novas revelações em torno do caso do sumiço dos US$ 2 bilhões (Foto: Arne Dedert/picture alliance via Getty Images)
Ações da Wirecard voltaram a cair nesta segunda-feira (22) após novas revelações em torno do caso do sumiço dos US$ 2 bilhões (Foto: Arne Dedert/picture alliance via Getty Images)

A empresa alemã de pagamentos online Wirecard admitiu nesta segunda-feira (22) em nota divulgada a investidores e à imprensa que os 2 bilhões de dólares que apareciam faltando de seus balanços provavelmente “não existem”. As ações da empresa chegaram a cair 46% após o anúncio. 

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Siga o Yahoo Finanças no Google News 

Na semana passada, os papéis da Wirecard já tinham caído 80% em meio à divulgação da notícia de que uma auditoria tinha detectado o “desaparecimento” de cerca de US$ 2 bilhões nos balanços da empresa. O CEO anunciou sua saída após o escândalo vir a público. 

Leia também

Primeiramente, a empresa divulgou sua versão da história, de que o dinheiro teria sido aplicado nas contas de dois bancos asiáticos, mas os controladores desses bancos negaram a versão, e foi constado que os documentos apresentados pela Wirecard dessas transações eram falsos, com assinaturas forjadas. O CEO chegou a se dizer vítima de uma fraude. 

Mas hoje a história mudou. Segundo o conselho da Wirecard, reunido às pressas para lidar com o escândalo, os US$ 2 bilhões em questão provavelmente nunca existiram, e foram contabilizados por motivos ainda não explicados. 

Agora, a empresa admitiu que dará início a um processo de reestruturação para dar conta das perdas, com reduções de custos e eliminação de partes da operação. 

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também