Empresa de criptomoedas encerra patrocínio com o Corinthians

Gil é um dos ídolos corintianos no elenco atual (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


A Mercado Bitcoin, maior exchange de criptoativos da América Latina, não irá mais patrocinar o Corinthians. A empresa decidiu criar o seu próprio time de futebol e rompeu o acordo com o Timão, divulgado na live do 111º aniversário do clube alvinegro, em setembro de 2021, e que tinha duração até dezembro de 2022. A partir de junho, a logo da empresa não estampará mais os uniformes do time do Parque São Jorge.

> GALERIA - Os jogos do Corinthians na Arena com a volta do público

Atualmente, a marca estampa a parte frontal do uniforme corintiano, abaixo do espaço dedicado ao patrocínio máster da Neo Química.

O Corinthians revelou que entende e respeita a decisão da empresa. Contudo, pela confidencialidade contratual, no momento, não comentará o assunto.

> TABELA - Confira e simule os jogos do Timão no Brasileirão

A equipe criada pela empresa terá o nome de ''Metaverse DAO Football Team''.

- A expectativa é definir em janeiro de 2023 a comissão técnica, para fazer entre março e junho, uma peneira nacional, passando por todos os estados brasileiros em busca de talentos para formar as equipes sub-21, tanto masculino quanto feminino - explicou Sérgio Veiga, diretor de patrocínios da Mercado Bitcoin.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos