Empresa de criptoativos Pay Sports é lançada no Brasil

·3 min de leitura
Empresa de criptoativos Pay Sports é lançada no Brasil (Foto: Divulgação/Pay Sports)


A Pay Sports lançou nesta semana sua primeira rede de criptoativos no Brasil, mirando diretamente no esporte. A empresa foca no "Sports Business" que, em tradução literal, significa negócios do esporte. E, para isso, soma parceiros de peso em seu portfólio, como a torcida Gaviões da Fiel, o goleiro Sidão, o jogador Lourency Rodrigues, o lateral Thiaguinho e até mesmo o time de basquete de um dos grandes clubes paulistas.

Metaverso, criptomoedas, NFTs, blockchain. O linguajar que une o inglês à finanças e tecnologia se torna mais corriqueiro a cada dia. O que antes era restrito apenas a poucos investidores e conhecedores da área agora já está enraizado no cotidiano.

Um dos principais produtos oferecidos pela Pay Sports são os NFTs, que podem ser adquiridos com a criptomoeda PAY. Dentro da mesma plataforma, o usuário pode disputar uma série de minigames virtuais, que o ajudarão a receber mais criptomoedas e trocar no próprio site por dinheiro físico.

- A Pay Sports é uma empresa de alcance global e, por mais que o futebol seja o preferido em diversos países, nascemos com a visão de crescimento e expansão voltada a uma paixão global que são os esportes em geral. Assim como acontece no mercado da bolsa de valores em que você pode investir em empresas de tecnologia, saúde, entretenimento e outras, também queremos permitir que as pessoas possam diversificar seus investimentos de acordo com o esporte que mais amam – disse a advisor e sócia da Pay Sports, Amanda Ciaramicoli, que completou:

- Nossa missão é levar um produto seguro e de confiança aos consumidores e investidores. Junto a grandes parceiros, nossa meta é ser o que os grandes bancos são para o mercado financeiro convencional: uma referência de qualidade, segurança e comprometimento.

Os NFTs são produtos digitais exclusivos, e ao serem adquiridos podem ser revendidos em negociações ou exibidos em uma carteira virtual. Um dos principais atrativos da Pay Sports é criar uma interação para o usuário, transformando o que antes seria um simples comércio de produtos em uma economia relacionada a experiências reais e/ou virtuais que integram
diversão com chance de retorno financeiro.

Entre os games está até mesmo uma “disputa de pênaltis” virtual, nas quais os participantes apostam moedas (as criptomoedas PAY) e podem, claro, ganhar ou perder. Outra vantagem, é aumentar suas chances de ganho, utilizando-se os NFTs de seus idolos no esporte.

Competições virtuais estão sendo adicionadas na plataforma, como “lances livres” (de basquete), “pole position” (de corridas) e “nocaute” (de esportes de luta), sempre mantendo a cara esportiva da plataforma.

Nesta primeira etapa do lançamento, os usuários poderão se cadastrar na plataforma e comprar as criptomoedas PAY utilizando dinheiro físico em transferências via pix. Na sequência, todos poderão adquirir NFTs utilizando essas criptomoedas e, por fim, apostar nos minigames e receber mais vantagens dentro da plataforma.

- O grande diferencial da Pay Sports está em unir investimentos com características tangíveis (como os direitos esportivos de um atleta) com a “jogabilidade” da utilização de NFTs em um ecossistema financeiro dinâmico. Nossa expectativa é ajudar quem quer investir sem passar horas jogando, entreter quem quer jogar sem a preocupação financeira, e também para quem
quer aproveitar o melhor dos dois mundos – afirmou o CTO e co-fundador da empresa, Rafael Moris.

O token da Pay Sports foi criado sobre a plataforma da rede Binance de blockchain.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos