Empresário de Sánchez descarta contrato de produtividade com o Santos

·1 minuto de leitura


Em meio a recuperação física após a lesão de rompimento do ligamento do joelho esquerdo, que aconteceu em outubro de 2020, Carlos Sánchez vê o seu contrato com o Santos, que vai até 22 de julho de 2021, se aproximar do final.

Com dificuldades financeiras, o Santos pensou num contrato por produtividade ao jogador, o que não foi aceito pelo estafe do uruguaio.

-Para ser claro... Santos nos fez uma proposta que não é satisfatória. Fizemos uma contraproposta. Estamos aguardando sua resolução - disse Nelson Ferro, empresário do jogador, em contato ao LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE.

Questionado se a possibilidade do contrato por produtividade está fora de cogitação, Nelson ferro limitou-se a dizer:

- Sim.

Carlos Sánchez é um dos líderes do time e o segundo maior artilheiro estrangeiro da história do clube, com 25 gols, atrás apenas de Copete, com 26.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos