Empresário de Jon Jones garante esforços para limpar imagem do lutador

O flagra de Jon Jones no exame antidoping caiu como uma bomba no mundo do MMA nesta terça-feira (22). Com o risco de perder o cinturão dos meio-pesados (93 kg) do UFC, o atleta de 30 anos pode ser suspenso por até quatro anos, uma vez que é reincidente. Por isso, seu time parece mais disposto do que nunca em garantir a integridade de sua imagem.

Empresário de Jones, Malki Kawa emitiu um comunicado oficial ao site especializado ‘MMA Fighting’ em que garantiu que sua equipe trabalhará com força total para limpar a imagem do lutador, que, curiosamente, retornou de uma suspensão por doping no mês passado.

“Nós estamos completamente sem palavras para descrever isso agora. Jon, seus treinadores, nutricionistas e todo seu camp trabalhou sem descanso e meticulosamente nos últimos 12 meses para evitar essa situação. Nós estamos testando as amostras de novo para determinar a validade ou a fonte de contaminação. Jon foi atingido pelas notícias e estamos fazendo o que for possível como um time para apoiar ele”, narrou o manager.

No aguardo do exame da contra prova, Jones, suspenso previamente após a USADA (agência americana antidoping) comunicar o UFC do possível flagra, pode pegar até quatro anos de gancho caso seja confirmado como reincidente pela entidade.