Empresário de Cazares diz que ciclo dele no Galo acabou

Valinor Conteúdo
LANCE!


O meia equatoriano Cazares, de 27 anos, dificilmente deve seguir no Atlético-MG em 2021. Pelo menos é a percepção do seu empresário, Jorge Marino. Ele disse também que o ciclo do jogador no alvinegro está encerrado.

Cazares tem contrato com o Galo até o fim de 2020 e se o vínculo atual se mantiver sem alterações como prorrogações devido a pandemia do coronavírus, ele poderá assinar um pré-contrato com outra equipe já no mês de julho.

-Cazares não renova, a ideia é sair, não há renovação. O ciclo dele se encerrou no Atlético Mineiro- disse Jorge Marino, em entrevista ao Uol.

O Atlético-MG está tendo uma relação instável com Cazares em 2020, que fez apenas uma partida, o clássico contra o Cruzeiro, se recusando a jogar outras vezes, porque queria ser vendido para o futebol árabe, proposta recusada pelo clube por considerá-la baixa.

Apesar dos desencontros o Galo tenta renovar com o meia, pois ainda o considera útil à equipe e ainda um ativo de valor no mercado para uma venda. Outro motivo para buscar a renovação é o atleta não deixar o Atlético de graça, sem nenhuma compensação financeira.








Jorge Marino revelou que já procura outras equipes interessadas no meia. No Brasil, a sondagem mais próxima foi do Corinthians, no fim de 2019, mas o negócio não evoluiu.

- Não há nada, estamos conversando para procurar uma oferta. Não há nada do Corinthians, nem de outra equipe brasileira. O Brasil não tem dinheiro, o presidente de vocês [Jair Bolsonaro] é muito maluco-disse.

Cazares chegou ao Galo em 2016, marcando 41 gols em 205 jogos, sempre sendo esperança de grandes exibições. Porém, seu histórico de polêmicas está na mesma proporção da esperança atleticana em vê-lo ser o líder técnico do time, algo que ainda não aconteceu, apesar dos bons números e qualidade do seu jogo.





Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também