Empresário de 'Do Bronx' revela pedido por rival ranqueado no main event do UFC Brasília

Vindo de seis vitórias consecutivas no Ultimate, sendo todas por finalização ou nocaute, Charles ‘Do Bronx’ mira subir rumo ao topo da categoria. Para isso, o peso-leve (70 kg) busca um adversário bem ranqueado para seu próximo combate, fato confirmado por seu treinador e empresário, Diego Lima, em conversa com a reportagem da Ag. Fight.

A boa sequência ficou marcada pela quebra do recorde de maior número de vitórias por finalização da história do UFC – atualmente são 13 triunfos via submissão para o brasileiro na organização -, além da conquista do prêmio de ‘Performance da Noite’ em cinco dos seis resultados positivos consecutivos. Atualmente na décima terceira posição no ranking dos leves, ‘Do Bronx’ aguarda a definição de seu próximo rival, e, segundo seu representante, mira o main event do UFC Brasília, que será realizado no dia 14 de março.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Quero muito colocar o Charles em Brasília, estou pedindo muito. Mas eu gostaria de colocá-lo contra um cara ranqueado no main event, porque não tem lógica eu colocar o Charles para lutar contra o Justin (Gaethje), o Kevin Lee, ou outro cara ranqueado, se essa luta não for o main event, se esse combate não tiver uma perspectiva de carreira pós-luta”, revelou Diego Lima, antes de comentar sobre os rumores de um possível duelo contra Justin Gaethje, atual número três do ranking.

“Em relação ao Justin (Gaethje) não tem negociação nenhuma. Realmente nós queremos um ranqueado. São poucos os que não tem luta marcada, como o caso do Justin, do Kevin Lee. Acho que são três top 10 que não têm luta marcada”, concluiu.

No UFC desde 2010, Charles ‘Do Bronx’ vive seu melhor momento e acumula sua maior sequência de vitórias na organização. No total, o peso-leve possui 28 triunfos, oito reveses e um no contest (luta sem resultado). Em sua última apresentação, o paulista precisou de pouco mais de um minuto para nocautear Jared Gordon no primeiro assalto do combate no UFC São Paulo, em novembro de 2019.

Leia também