Empate contra a Chape expõe deficiência do ataque do São Paulo

·1 minuto de leitura


O São Paulo empatou com a Chapecoense por 1 a 1 no último domingo, em um jogo que teve diversas chances para marcar, mas acabou desperdiçando. E essa tem sido a tônica da equipe nesse Campeonato Brasileiro. 

Contra a Chape, o Tricolor finalizou 15 vezes, sendo sete chutes certos ao gol do goleiro Keller. O jogador que teve mais aproveitamento de finalizações no São Paulo foi o atacante Jonathan Calleri, que entrou no segundo tempo e chutou três vezes, todas certas. Ele inclusive, teve um gol anulado por impedimento.

Na sequência, vem Rigoni e Luciano, com três chutes, mas ambos com dois errados e um certo. Arboleda e Nestor chutaram duas vezes, com um acerto e um erro cada, enquanto Liziero finalizou duas vezes, todas erradas.

>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

O baixo aproveitamento nas finalizações tem ligação com os números ruins do ataque do São Paulo nesse Brasileiro. O time tem somente o 17º melhor ataque do campeonato, com 19 gols marcados, uma média de 0,83 por jogo, segundo o 'Footstats'. Apenas Chapecoense (18), Grêmio (17) e Sport (8) marcaram menos tentos no torneio.

O São Paulo está na 13ª colocação do Brasileiro, com 28 pontos. A próxima partida é contra o Santos, na quinta-feira (7), às 18h30, no Morumbi.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos