Após empate, Carlos Augusto assume erro no primeiro gol do Ceará

Gazeta Press

Carlos Augusto lamentou o empate (Foto: Daniel Augusto/ Ag. Corinthians)

Com 2 a 0 no placar, o Corinthians dominava o Ceará e encaminhava a quarta vitória consecutiva na Arena, mas um descuido custou o primeiro gol do rival, que acabou conseguindo o empate ao final da partida. Na ocasião, Thiago Galhardo entrou nas costas de Carlos Augusto, Clayson não acompanhou e o atacante marcou para os visitantes. Depois do duelo, o jovem lateral assumiu a culpa pelo gol.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Eu vi o Clayson nas costas, mas foi erro meu. Ele estava nas minhas costas, eu acabei me preocupando com quem estava na minha frente. Também foi um excelente lançamento, mas acabou custando o gol”, disse o jogador que entrou no segundo tempo na vaga de Danilo Avelar.


Carlos Augusto ainda lamentou a queda de produção do Corinthians na segunda etapa, analisou o gol olímpico de Leandro Carvalho, responsável por decretar o 2 a 2 na partida, e detalhou a postura da equipe nos escanteios, já que não havia um corintiano na primeira trave para evitar o gol.

“Agora é trabalhar para não dar mais esses vacilos. Time que está brigando pelo título não pode dar esses vacilos. Com o 2 a 0, entramos desconcentrados no segundo tempo e vamos trabalhar para não repetir isso”, analisou.

“A gente treina dependendo do batedor. Se ali é um canhoto, a gente fica mais encostado na trave. Como era um destro, abrimos um pouco mais a linha. Ninguém ia acreditar que ele poderia acertar um chute daqueles, mas ele acertou e acabou custando a vitória”, finalizou.

*Especial para a Gazeta Esportiva

Leia também